21.9 C
Serra
terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Jogador serrano voa alto no handebol em time de São Paulo

Leia também

Regional da Nair, Tunico da Vila e DJ’s agitam Manguinhos no sábado

Neste sábado (25) vai ter muito samba no Enseada Beach, em Manguinhos, a partir das 14 horas. Trata-se do...

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O serrano Gustavo entre dois marcadores durante partida do Pìnheiros. Foto: Divulgação
O serrano Gustavo entre dois marcadores durante partida do Pìnheiros. Foto: Divulgação

Por Thiago Albuquerque

Apenas dezesseis anos. Essa é idade do jovem serrano Gustavo de Andrade da Silva que apesar da pouca idade, tem um sonho grande pela frente. Ele está morando em São Paulo e quer jogar handebol na Europa e na Seleção Brasileira. Para isso, o jovem de Manguinhos está pulando para achar o ângulo certo e curvando o corpo para desviar da barreira e arremessar a bola em direção do gol.

Gustavo começou a treinar bem cedo, quando começou a ir aos treinos do Gaha/AMPRL, time de handebol de Laranjeiras, com sua mãe. Com 12 anos foi jogar no Clube Castro Alves, de Cariacica, e logo depois para o Esporte Clube Pinheiros.

A vida de atleta para o serrano não é fácil. Mesmo novo, o jogador ,que atua na posição de ponta esquerda no juvenil e armador no cadete, treina duas vezes por dia: parte física na academia durante à tarde e treino tático na quadra à noite. O jovem também tem a alimentação regrada, acompanhada por nutricionistas do clube.

Quando perguntado sobre o nível e a diferença do handebol no Espírito Santo com o de São Paulo, Gustavo conta que é completamente diferente. “Fazemos mais jogos contra equipes grandes. Mas sinto falta do calor capixaba, estou aqui há cinco meses e ainda me sinto em fase de adaptação”.

O esporte vem de berço. Sua mãe, conhecida como Morena, também é atleta e joga handebol. No esporte, o ídolo de Gustavo é o jogador Uew Gensheimer da Alemanha, e é se inspirando nele que o jovem luta para realizar seu sonho.

Comentários

Mais notícias

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência nas unidades de ensino da...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de funcionamento, ainda tem muita programação,...

Mutirão para impedir novo surto de dengue na Serra

Com a possibilidade de enfrentar um novo surto de dengue este ano, a Prefeitura da Serra está mobilizando funcionários das unidades básicas de saúde...

Manutenção da EDP vai deixar bairros da Serra sem energia nesta semana

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito Santo irá realizar uma manutenção...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!