19.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Idosa de 106 anos fica presa em casa por falta de acessibilidade em bairro da Serra

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Dalva de Souza tem mais de 70 e é filha de Alzira que tem 107. Foto: Divulgação

Em Vista da Serra II, moradores da Travessa Braúna, estão passando sufoco, principalmente quem tem mais de 70 anos. É que há cerca de 7 meses, a Prefeitura da Serra iniciou uma obra de uma escadaria no local que é bem íngreme, mas não instalou rampas de acesso para facilitar a locomoção de idosos e cadeirantes.

A denúncia foi feita pelo advogado Ângelo Liuth que mora no bairro e foi procurado por uma família que pediu ajuda para resolver o problema. De acordo com Ângelo, a obra teve início neste ano, mas está parada.

“Não tem placa com informação de valores e prazos e não consegui informação em nenhum lugar para acompanhar o andamento da construção. Quem tem idade avançada está tendo dificuldade para sair de casa porque a obra não tem acessibilidade, não tem rampa. Só numa única residência, são três idosos que estão passando sufoco, principalmente com uma cadeirante idosa de mais de 100 anos”.

A idosa em questão é mãe de Dalva de Souza, que tem mais de 70 e é filha de Alzira que tem 107. Dalva contou que a mãe é acamada e para sair de casa faz uso de cadeira de rodas.

“Quando temos que levá-la ao médico é um sufoco. Se não tiver um vizinho para ajudar não conseguimos, por que ela não anda e tanto eu, quanto meu esposo, também temos uma idade avançada e não temos força para carregar ela. Sempre dependemos da boa vontade de alguém. Se tivesse uma rampa ao menos, já ajudaria”.

Esposo de Dalva, Geraldo da Silva, que tem 77 anos também reclama. “O ideal para todos nós é que tivéssemos uma rua e não uma escadaria. Somos idosos e temos nossas dificuldades de locomoção”.

A Prefeitura da Serra foi procurada e informou que a previsão de conclusão da obra é janeiro de 2022 e garantiu que a construção contará com acessibilidade.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!