32.4 C
Serra
terça-feira, 07 de abril de 2020

Hospital Materno Infantil vai gerar 500 novos empregos na Serra

As oportunidades de trabalho ainda não foram abertas.

Leia também

Instituto prevê chuva e vento forte na Serra

Após dias de muito calor, o restante da semana dos capixabas devem ser de chuva e ventos fortes nas...

Tire suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal

O governo começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Município ainda está estudando como serão feitas as contratações. Foto: Everton Nunes

Com a previsão de ser inaugurado até junho deste ano, o Hospital Materno Infantil vai gerar novos 500 empregos na cidade. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde da Serra (Sesa) que informou ainda que esse será o número de profissionais que atuarão no novo hospital. As oportunidades de trabalho ainda não foram abertas.

Ao TEMPO NOVO, a Secretaria de Saúde informou que ainda está analisando como serão feitas as contratações, diretamente via Prefeitura da Serra ou através de uma gestão privada. Desta forma, ainda não há previsão para abertura das oportunidades de emprego. Ao todo, serão 500 vagas, distribuídas entre a área médica, limpeza, administração e outras.

Conforme noticiado na tarde da última segunda-feira (11), a previsão da Prefeitura da Serra é inaugurar o hospital até o final deste semestre, que chega ao fim em junho. A obra, estimada em R$ 94 milhões, está em fase final. O Município continua em conversa com o Ministério da Saúde e Governo do Estado para viabilizar os gastos anuais que a maternidade irá consumir: aproximadamente 100 milhões.

Para se ter uma ideia do tamanho da obra, quando inaugurado, o Hospital terá 135 leitos, sendo 60 maternos e 75 pediátricos. Segundo a Prefeitura, serão 8.700 partos por mês e além da Serra, outras cidades do Espírito Santo e até de outros estados brasileiros serão beneficiadas. Para atender tanta gente, será precisa uma equipe de 500 pessoas, incluindo médicos, enfermeiros e demais áreas.

Ao TEMPO NOVO, o prefeito Audifax Barcelos (Rede) comentou sobre o andamento das obras, que segundo ele está em fase de acabamento. “Além de ampliar o acesso da população aos serviços de saúde na cidade, o Hospital Materno Infantil vai se tornar referência na região metropolitana. Será oferecido o que há de mais moderno”, ressalta o prefeito, que no ano passado, chegou a ir a Brasília conversar com o Ministério da Saúde sobre os gastos do hospital.

Ainda segundo a Prefeitura, no hospital, haverá uma Política do Parto Humanizado, com a inserção do acompanhante no processo de atendimento ao bebê e à gestante. Haverá o leito chamado “PPP”: Pré-parto, Parto e Pós-parto, ou seja, as gestantes permanecerão até sua alta com o recém nascido. O direito do acompanhante também está garantido.

Entre os serviços a serem oferecidos no novo hospital estão ultrassonografia e acompanhamento do recém-nascido, cujo objetivo é detectar precocemente possíveis problemas que possam surgir após a alta. O Hospital Materno Infantil contará ainda com banco de leite, todas as vacinas necessárias ao bebê, além dos testes de linguinha, orelhinha, pezinho, quadril, coraçãozinho e olhinho.

A unidade está sendo construída em Laranjeiras, em uma área de 25 mil metros quadrados. Será composta por três pavimentos distribuídos em assistência materno-infantil, serviços de apoio diagnóstico e terapêutico.

Comentários

Mais notícias

Tire suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal

O governo começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico)...

Está proibido corte por inadimplência de alguns serviços essenciais durante pandemia

Sabemos que esse período de isolamento tem sido necessário para que possamos reduzir a curva de propagação do vírus. Trabalhadores e empresários vêm sofrendo,...

Prefeitura diz que moradores podem denunciar comércios abertos por telefone

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a abertura de comércios considerados não essenciais está proibida na Serra e em outras cidades capixabas. Mesmo...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem