30.6 C
Serra
terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Grupo de guardas municipais não quer Porto na Sedes

Leia também

Banda Volave vai dar o tom do ano novo no Espaço Marbella com bebida e comida liberadas

    A banda Volave, de Chácara Parreiral voltou com força total para o cenário musical neste final de ano. O projeto...

Crianças colocam fogo em decoração de Natal do Parque da Cidade

Um ato de vandalismo chamou atenção de quem passava pelo Parque da Cidade na manhã desta terça-feira (10). Trata-se...

Depressão: Cães e gatos também sofrem com a doença

O Brasil é o país mais deprimido da América Latina, são quase 12 milhões de brasileiros sofrendo com a...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

A possível nomeação de Porto para a Sedes causou reboliço no meio político. Foto: Fábio Barcelos/Arquivo TN

Desde o anúncio da exoneração do coronel Nylton Rodrigues do comando da Secretária de Defesa Social, a bolsa de apostas no mercado político está intensa. Um dos que despontam é o vereador Cabo Porto (PSB). O TEMPO NOVO registrou a cotação do parlamentar em matéria publicada na manhã de ontem (21).

De acordo com um agente da guarda municipal ouvida pelo jornal, mas que não quis ser identificado publicamente, haveria um expressivo apoio dentro da tropa em torno do nome de Porto. Após a publicação do conteúdo no site do jornal, um coletivo de guardas procurou a reportagem para refutar a fala do colega anteriormente ouvido.

Vale destacar ao leitor, que nenhum dos agentes envolvidos quis se identificar, uma vez que são servidores públicos e podem no futuro ter problemas políticos em decorrência de seus posicionamentos.

Segundo os agentes em contato com o TEMPO NOVO, o nome de Porto tem gerado resistência entre parte da tropa. Em texto encaminhado à reportagem, um dos agentes disse: “ao contrário do que foi dito na  matécabo portoria  publicada no dia 21 de maio,   pelo Jornal Tempo Novo, a Guarda Municipal da Serra não aclama pela chegada de Cabo Porto. As declarações do vereador não retratam a realidade. O parlamentar não é bem visto pelos agentes que não confirmam a veracidade das informações publicadas na matéria supracitada”, disse.

E completa: “Precisamos de um secretário que lute por nossas necessidades, de um líder que seja nossa voz junto ao Executivo. Cabo Porto não nos representa”.

O que diz o outro lado

A reportagem, claro, procurou Porto para se posicionar e dar-lhe o direito de resposta. O vereador se disse surpreso e afirmou que nos últimos dias tem recebido “muitas manifestações de apoio” de agentes e acredita “ser uma minoria barulhenta” motivados por “interesses políticos” contrários ao “bem esta da Serra”. Ele ressaltou sua militância em torno de benefícios para a categoria e finalizou dizendo que este debate “no momento é inócuo já que a decisão sobre sua nomeação é única e exclusivamente de responsabilidade do prefeito Audifax”.

Comentários

Mais notícias

Crianças colocam fogo em decoração de Natal do Parque da Cidade

Um ato de vandalismo chamou atenção de quem passava pelo Parque da Cidade na manhã desta terça-feira (10). Trata-se de um Papai Noel de...

Depressão: Cães e gatos também sofrem com a doença

O Brasil é o país mais deprimido da América Latina, são quase 12 milhões de brasileiros sofrendo com a doença. Porém, quem pensa que...

Léo Dagaz, banda Pura Viva e outras atrações na agenda do Enseada Beach Club no sábado

Neste fim de semana começa a programação Enseada Beach Club – um novo conceito que promete animar e movimentar as tardes do verão de...

Deputados são contra aumento no Fundo Eleitoral, mas usaram dinheiro para campanha -veja valores

Em 2020 partidos políticos podem ter R$ 3.8 bilhões para gastar nas campanhas eleitorais. Isso porque, foi aprovado na Comissão Mista um relatório que...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!