25.3 C
Serra
domingo, 29 de março de 2020

Gratuidade no transporte coletivo pode ser ampliada a policiais

Leia também

Sobe para 9 o número de pessoas com o novo coronavírus na Serra

Sobe para 9 o número de pessoas infectadas com a Covid-19 na Serra. A informação foi divulgada pelo governador...

“Meu Título de Eleitor permanece em Vitória”, diz Amaro Neto, que vinha sendo cotado para a Prefeitura da Serra

Uma suposta consulta do deputado federal Amaro Neto (Republicanos) ao Cartório Eleitoral da Serra causou alvoroço no mercado politico...

ArcelorMittal vai parar mais um alto-forno em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e 3ª maior planta produtora de aço do Brasil, a ArcelorMittal Tubarão anunciou que...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Atualmente, a gratuidade no transporte coletivo é oferecida a maiores de 65 anos, menores de cinco e portadores de necessidades especiais. Foto: Arquivo TN/ Ermi Scardini
Atualmente, a gratuidade no transporte coletivo é oferecida a maiores de 65 anos, menores de cinco e portadores de necessidades especiais. Foto: Arquivo TN/ Ermi Scardini

Caso seja aprovada na Assembleia Legislativa (Ales) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Estadual 20/2015, a gratuidade no transporte público, atualmente restrita a maiores de 65, menores de cinco e pessoas com deficiência, será estendida a policiais civis e militares, bombeiros, inspetores penitenciários, guardas municipais, oficiais de Justiça e comissários de vigilância da Vara da Infância e da Juventude.

A PEC altera o artigo 229 da Constituição Estadual, e prevê o benefício a profissionais que estejam no cumprimento das suas funções, mesmo que sem uniforme oficial, mediante a apresentação de documento oficial de identificação.  O projeto é de autoria da deputada estadual Eliana Dadalto (PTC).

A aprovação da PEC precisa ser feita em dois turnos na Casa e precisa receber ao menos 18 votos no Plenário. Uma vez aprovada, é promulgada e passa a compor o texto da Constituição Estadual.

Comentários

Mais notícias

“Meu Título de Eleitor permanece em Vitória”, diz Amaro Neto, que vinha sendo cotado para a Prefeitura da Serra

Uma suposta consulta do deputado federal Amaro Neto (Republicanos) ao Cartório Eleitoral da Serra causou alvoroço no mercado politico capixaba. Segundo informações de bastidores...

ArcelorMittal vai parar mais um alto-forno em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e 3ª maior planta produtora de aço do Brasil, a ArcelorMittal Tubarão anunciou que vai paralisar o Alto-Forno 03....

Espírito Santo tem 7 novos casos de Covid-19

O Espírito  Santo tem sete novos casos do novo coronavirus, segundo da informação divulgada pelo governador Renato Casagrande no final da tarde deste sábado...

Indústria faz campanha para consumidor priorizar produto capixaba

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) lançou esta semana campanha para que o consumidor capixaba compre produtos produzidos no Estado. A campanha diz...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem