20 C
Serra
quinta-feira, 09 de julho de 2020

Gratuidade no transporte coletivo pode ser ampliada a policiais

Leia também

Nova Lei obriga a notificação de casos de violência no Estado

Publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (8), a Lei 11.147/2020 obriga profissionais que atuam em serviços de...

ArcelorMittal vai retomar parte da capacidade produtiva em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e que está com sua capacidade produtiva reduzida à menos da metade, a ArcelorMittal...

Mais de 400 empresas já fecharam na Serra durante a pandemia

Levantamento feito pelo Sebrae/ES junto à Receita Federal, apontou que 442 empresas encerram suas atividades entre o dia 16...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Atualmente, a gratuidade no transporte coletivo é oferecida a maiores de 65 anos, menores de cinco e portadores de necessidades especiais. Foto: Arquivo TN/ Ermi Scardini
Atualmente, a gratuidade no transporte coletivo é oferecida a maiores de 65 anos, menores de cinco e portadores de necessidades especiais. Foto: Arquivo TN/ Ermi Scardini

Caso seja aprovada na Assembleia Legislativa (Ales) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Estadual 20/2015, a gratuidade no transporte público, atualmente restrita a maiores de 65, menores de cinco e pessoas com deficiência, será estendida a policiais civis e militares, bombeiros, inspetores penitenciários, guardas municipais, oficiais de Justiça e comissários de vigilância da Vara da Infância e da Juventude.

A PEC altera o artigo 229 da Constituição Estadual, e prevê o benefício a profissionais que estejam no cumprimento das suas funções, mesmo que sem uniforme oficial, mediante a apresentação de documento oficial de identificação.  O projeto é de autoria da deputada estadual Eliana Dadalto (PTC).

A aprovação da PEC precisa ser feita em dois turnos na Casa e precisa receber ao menos 18 votos no Plenário. Uma vez aprovada, é promulgada e passa a compor o texto da Constituição Estadual.

Comentários

Mais notícias

ArcelorMittal vai retomar parte da capacidade produtiva em Tubarão

Maior indústria instalada na Serra e que está com sua capacidade produtiva reduzida à menos da metade, a ArcelorMittal Tubarão anunciou nesta quarta-feira (08)...

Mais de 400 empresas já fecharam na Serra durante a pandemia

Levantamento feito pelo Sebrae/ES junto à Receita Federal, apontou que 442 empresas encerram suas atividades entre o dia 16 de março – data em...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!