• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados
23.7 C
Serra
sexta-feira, 23 julho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados

Givaldo Vieira vai se filiar no PSB junto com Flávio Dino e Marcelo Freixo

Leia também

Estudo inglês demonstra que segunda dose de vacinas é essencial contra a variante delta

Mais um estudo demonstra a necessidade da segunda dose da vacina contra a Covid para que a proteção seja...

Gleisi Hoffman vem ao Estado para contribuir na formação de uma frente pró-Lula

  Com o avanço da popularidade de Lula no Espírito Santo e retomada do ex-presidente na preferência dos eleitores capixabas,...

Conheça a obscura e milionária história do TIMS, o maior calote que a população da Serra já tomou

    Localizado as margens da Rodovia do Contorno, é inegável a importância econômica e de geração de empregos do TIMS...
Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

 

 

Givaldo Vieira vai se filiar ao PSB. Foto: Divulgação

Conforme o mercado político já especulava, o diretor-geral do Detran-ES, Givaldo Vieira, deve se filiar ao PSB, onde será candidato a deputado federal, em 2022.

Por meio de suas redes sociais, o ex-deputado anunciou que viaja nesta terça-feira (22), às 11h, para Brasília, junto com o governador Renato Casagrande, para formalizar o ingresso ao partido.

“Vou me filiar ao Partido Socialista Brasileiro, em ato que marcará também a filiação do governador do Maranhão, Flávio Dino, e do deputado federal Marcelo Freixo”, disse ele, acrescentando que o evento será transmitido ao vivo aqui na página oficial do Facebook e nas redes sociais do PSB.

Givaldo aproveitou o anúncio para agradecer ao PCdoB, partido ao qual esteve filiado nos últimos anos.

“Agradeço a cada filiado e filiada do PCdoB Espirito Santo por toda a acolhida, luta e apoio nesses anos de militância. Permanecerei firme, do mesmo lado da história, dos desassistidos, e com coragem para fazer justiça social, sobretudo neste momento de crise política, sanitária e econômica no Brasil”, finalizou.

Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!