24.6 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Força tarefa no combate ao Aedes aegypti em Vila Nova e Jardim Carapina

Leia também

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

De segunda à quarta-feira as ações serão em Vila Nova de Colares. Na quinta e sexta-feira é a vez de Jardim Carapina. Foto: Divulgação

Nesta semana, a Vigilância Ambiental em Saúde, em parceria com o Exército, vai realizar ações de combate ao mosquito Aedes aegypti nos bairros Vila Nova de Colares e Jardim Carapina, na Serra. De segunda à quarta-feira as ações serão em Vila Nova de Colares. Na quinta (15) e sexta-feira (16) é a vez de Jardim Carapina. O trabalho será realizado das 8 às 16 horas.

Serão realizadas visitas domiciliares com orientações aos moradores de como combater focos do mosquito e sobre a importância de haver telagens em caixas d’água. Além disso, serão realizadas visitas em pontos estratégicos (PE) que são monitorados a cada quinze dias, como borracharias, ferros-velhos e locais para reciclagem de materiais.

A participação da população é fundamental no combate a larva do mosquito, que começa redobrando os cuidados dentro da sua própria casa. Algumas das ações que auxiliam no combate ao mosquito são: lavar diariamente o pote de água dos animais de estimação; guardar os pneus em locais secos e cobertos; armazenar garrafas vazias com o gargalo virado para baixo; limpar e manter tampada as caixas d’água, cisternas e reservatórios; escorrer a água dos vasos de plantas e preencher os pratinhos com areia; manter o lixo ensacado e só colocar na rua no momento do carro coletor passar; manter a piscina limpa e com água tratada; e limpar calhas e telhados periodicamente para evitar o acúmulo de água.

“Nós temos que realizar uma força tarefa em conjunto com a população, a fim de eliminar quaisquer criadouros do mosquito Aedes aegypti, que é o transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya”, afirmou a superintendente da Vigilância em Saúde da Serra, Kelly Rose Areal.

Disque Dengue

A Vigilância Ambiental em Saúde mantém os serviços do Disque Dengue de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. O morador que quiser realizar alguma denúncia, sem se identificar, de foco de mosquito da Dengue ou pedir alguma ajuda deve ligar para o telefone 3228-5394 que os agentes de combate a endemias visitam o local.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho de reflorestamento no local. A...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais evidente a importância dos ativistas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!