24.5 C
Serra
sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Fogo em lixo radioativo da Petrobras não gerou risco à saúde, diz órgão

Leia também

Atenção | Acidentes travam trânsito na Serra e congestionamento é gigantesco na BR-101

A volta para casa de motoristas que precisam passar pela BR-101, Norte Sul e outras vias da Serra está...

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Dois meses depois do incêndio que atingiu 992 tambores de rejeitos radioativos da Petrobras no TIMS, saiu o resultado final da análise de água e solo da região, feita pelo Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD), unidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) no Rio de Janeiro.

De acordo com a assessoria de imprensa do CNEM, não foi identificado radiação acima do limite legal e, por isso, o órgão considera que não há risco para a saúde da população. “Como imaginávamos e agora confirmamos, as análises de amostras de solo e água pela técnica de esfregaço e pela técnica radioquímica apresentaram resultados abaixo dos limites estabelecidos em norma”, diz nota do órgão enviada à reportagem.

O incêndio aconteceu no dia 28 de janeiro e demorou mais de 24 horas para ser controlado. Além de produtos plásticos, ele atingiu 992 tambores de rejeitos da extração de petróleo contendo NORM, substâncias que contêm Radio 226 e Radio 228, elementos radioativos presentes naturalmente em rochas perfuradas durante a extração de petróleo.

Já o Ibama disse que o material estava armazenado de forma irregular, a céu aberto. A Petrobras, por sua vez, negou ilegalidade e disse que os tambores estão sendo transferidos para galpões no próprio TIMS.

 

Comentários

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

PIB capixaba cai 12,2% no segundo trimestre, aponta Federação

A economia capixaba teve um recuo de 12,2% no segundo trimestre. O número da estimativa divulgada na última terça-feira (15) pela Federação das Indústrias...

Com isolamento social despencando, Serra registra três novas mortes e 112 casos de coronavírus em 24h

Sendo a segunda cidade do Espírito Santo com o maior número de casos confirmados e mortes por coronavírus, a Serra registrou, em apenas 24...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!