23.4 C
Serra
quarta-feira, 05 de agosto de 2020

Falso veterinário é preso em flagrante em Morada de Laranjeiras

Leia também

Ao custo de R$ 40 milhões, construção da nova Rotatória do Ó é iniciada na Serra

Com um investimento de R$ 40 milhões, a construção da nova Rotatória do Ó foi iniciada nessa semana em...

Desenhar tem sido fuga para menino autista de 13 anos superar pandemia da Covid-19

A arte tem sido a fuga de um menino portador de autismo que mora na Serra para enfrentar a...

Após 14 meses, Ceturb segue sem prazo para consertar “teto” escorado no Terminal de Carapina

Já se passaram 14 meses que a Ceturb instalou uma estrutura de andaime para escorar uma viga do teto...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Foram apreendidos na residência do suspeito diversas medicações de uso veterinário profissional. Foto: Divulgação

Um falso veterinário foi preso na Serra, na manhã desta terça-feira (8). A Polícia Civil prendeu em flagrante o homem que atuava no bairro Morada de Laranjeiras.

Um mandado de busca e apreensão foi cumprindo na residência do acusado e no local foram apreendidos anestésicos de uso controlado e restrito para médicos veterinários, instrumental cirúrgico, receitas e cartőes de vacina com carimbos e assinaturas do suspeito, se identificando como médico veterinário com registro do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) do Rio Grande do Norte.

A ação da Delegacia de Meio Ambiente foi acompanhada pelos fiscais do CRMV, e foi motivada por denúncia recebida pela CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada Janete de Sá (PMN).

Na residência do homem também foram encontrados materiais de instrumentação cirúrgica. Foto: Divulgação

O homem foi preso em flagrante e autuado por falsidade ideológica, crime com pena prevista de 1 a 5 anos de prisão. Segundo informações da assessoria da deputada, a Polícia vai continuar a investigação para apurar o envolvimento dele em crimes de maus-tratos e exercício ilegal da profissão. Para o crime não cabe fiança policial e o falso veterinário vai para audiência de custódia.

A Polícia Civil orienta que os donos de animais atendidos pelo falso veterinário que tiveram sequelas, que procurem uma delegacia e façam denúncia.

“A CPI está agindo, recebemos a denúncia e essa pessoa ficou sendo vigiada até podermos pegá-la em flagrante. As pessoas levavam seus animais achando que estavam promovendo o bem-estar e a qualidade de vida de seus animais. Muitos animais morreram, os procedimentos eram feitos com dor, pois essa pessoa não tem conhecimento profissional, e não conhece como funciona os anestésicos. Por todo material apreendido, dá para saber que os animais passavam por cirurgia e sentiam dor. Agora, ele irá dar o depoimento na Delegacia e responder pelo crime que cometeu”.

A CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia recebe denúncias pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone 3382-3735.

Comentários

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Desenhar tem sido fuga para menino autista de 13 anos superar pandemia da Covid-19

A arte tem sido a fuga de um menino portador de autismo que mora na Serra para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Guilherme...

Após 14 meses, Ceturb segue sem prazo para consertar “teto” escorado no Terminal de Carapina

Já se passaram 14 meses que a Ceturb instalou uma estrutura de andaime para escorar uma viga do teto do Terminal de Carapina, na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!