• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.308 casos
  • 701 mortes
  • 33.807 curados
26.6 C
Serra
sábado, 23 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.308 casos
  • 701 mortes
  • 33.807 curados

Fábio Duarte comenta resultado e aponta “culpados” pela derrota nas urnas

Leia também

Serra ultrapassa as 700 mortes por coronavírus e já registra 35.308 casos

A Serra já registra mais de 35.308 casos confirmados e 701 mortes causadas pelo coronavírus. As informações foram divulgadas...

ES vai receber 35,5 mil doses da vacina exportada da Índia e menos de 2 mil serão da Serra

Após fracassadas tentativas de trazer a vacina de Oxford ao Brasil, o governo federal conseguiu viabilizar, juntamente com a...

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Fábio Duarte votando em Pitanga. Crédito: Vanessa Martão

Derrotado por Sérgio Vidigal (PDT) nas urnas, o candidato do prefeito Audifax Barcelos (Rede) à Prefeitura da Serra, Fábio Duarte (Rede), comentou o resultado das eleições municipais deste ano. Ele afirmou que “vontade do povo não se questiona”, mas apontou alguns fatores, que para ele, atrapalharam sua campanha política e possível vitória. Vale lembrar que Vidigal foi eleito, na noite deste domingo (29), com 54% dos votos válidos.

A nota enviada por Fábio Duarte à reportagem e também publicada nas suas redes sociais segue o mesmo tom adotado pelo candidato na sua campanha. Realizando ataques ao rival, ele diz que foi alvo de fake news e também atacou institutos de pesquisas, que previam a sua derrota no segundo turno.

“Decisão judicial e vontade do povo são duas coisas que não se questiona. Foi uma campanha difícil, muito curta, com várias restrições em função da pandemia, além das fake news que o deputado usou com muita força. Outra dificuldade foram as pesquisas”, disse Fábio. Ainda segundo ele, isso teria influenciado os eleitores.

Por fim, o candidato de Audifax desejou uma boa administração a Vidigal e finalizou a nota afirmando “vida que segue”.

“De qualquer forma, o importante é que essa foi a decisão da população e só me cabe desejar que o vencedor faça uma boa administração. Se ele conseguir realizar um terço das promessas que fez na campanha, a Serra será beneficiada, isso é o que importa. Vida que segue.”

Vitória de Vidigal

Conforme informado pelo TEMPO NOVO, os dados do Tribunal Superior Eleitoral mostram que Vidigal teve 111.920 votos, o equivalente a 54,90% dos votos válidos (excluindo brancos e nulos). O próximo chefe do Executivo, que comandará a administração municipal pelos próximos quatro anos, já foi prefeito da cidade em outras três ocasiões: 1996, 2000 e 2008.

Com Sérgio Vidigal, em primeiro lugar na votação do segundo turno, Fábio Duarte ficou em segundo lugar e conquistou 91.931 eleitores, um total de 45,70% dos votos. As últimas pesquisas divulgadas por veículos de comunicação mostravam que o ex-prefeito liderava os levantamentos e poderia ser eleito de primeira. Vidigal também manteve sua liderança que já vinha desde o primeiro turno, que ocorreu no dia 15 de novembro.

A cidade teve, nesse segundo turno, 203.851 votos em Vidigal e Fábio. Além disso, 8.112 votos brancos e 11.181 nulos.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!