20.6 C
Serra
segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Estado cria canal para denúncia de fake news sobre Covid-19

Leia também

Empresas abrem vagas de emprego com preferência para moradores da Serra

A semana começa recheada de oportunidades de emprego para quem mora na Serra e também em outras cidades da...

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A Secont efetuará a análise preliminar das denúncias, a fim de identificar os infratores e apurar se a notícia apresenta elementos aparentes de falsidade. Foto: Divulgação

O Governo do Estado abriu um canal para receber denúncias referentes à divulgação de notícias falsas – as conhecidas fake news – sobre a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

A atribuição foi instituída por meio do Decreto nº 4731-R, publicado no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (17). O decreto regulamenta a Lei nº 11.135, que estabelece multa para quem divulgar informações falsas sobre epidemias, endemias e pandemias no Estado.

As denúncias poderão ser apresentadas por qualquer cidadão nos canais de atendimento da Ouvidoria-Geral: pelo site www.ouvidoria.es.gov.br, pelo e-mail [email protected] e pelo telefone 0800 022 11 17. A manifestação deverá ser direcionada à Secretaria de Controle e Transparência (Secont) e deverá ser respondida dentro do prazo de 30 dias, prorrogáveis por igual período.

A Secont efetuará a análise preliminar das denúncias, a fim de identificar os infratores e apurar se a notícia apresenta elementos aparentes de falsidade. Em seguida, encaminhará os dados colhidos e a denúncia à Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde (Sesa).

Com as informações em mãos, a Vigilância Sanitária dará início ao processo administrativo para apuração da infração. Os responsáveis pela divulgação de informações falsas poderão ser multados com valores entre 20 a 200 Valores de Referência do Tesouro Estadual (VRTEs). A Secont poderá deixar de enviar as denúncias à Vigilância Sanitária se não existirem elementos indicativos da falsidade da notícia e se não conseguir identificar o possível infrator.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de 19 mil moradores...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato Vandinho Leite (PSDB) tem sido...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!