Escritora capixaba se destaca em evento sobre alimentação segura

Escritora capixaba se destaca em evento sobre alimentação segura
A escritora Isa Colli durante a palestra no 1° Encontro Nacional de Conselhos de Alimentação Escolar (CAEs). Foto: Divulgação

Uma boa alimentação é essencial para garantir o crescimento saudável das crianças. E a escola tem um papel fundamental, já que é lá que os alunos fazem parte das suas refeições. Para discutir esse assunto, profissionais da área de educação e nutricionistas de diversas cidades brasileiras se reuniram na cidade de Guarulhos, na última sexta-feira (4), no 1° Encontro Nacional de Conselhos de Alimentação Escolar (CAEs).

O evento abriu espaço para discutir aspectos práticos e relevantes para atuação do CAE e nutricionistas, por meio de palestras e troca de experiências com profissionais, entre eles, a escritora capixaba Isa Colli, que mora atualmente na Bélgica, mas fez questão de aceitar o convite para fazer uma palestra, em que falou da importância da literatura na segurança alimentar.

Ela contou sua experiência com “Luke, o macaco atleta”. O livro, adotado em várias escolas do país, vem acompanhado de material pedagógico que inclui o caderno do aluno e o manual do professor e tem ajudado nutricionistas e profissionais da educação, facilitando a introdução do tema em sala de aula.

“O livro fala de alimentação segura e traz um alerta sobre a obesidade infantil. As crianças foram influenciadas pelo exemplo do macaco Luke e conseguiram, por meio das atividades lúdicas, mudar seus hábitos alimentares, valorizando a prática de atividade físicas. Fico feliz de estar ajudando a multiplicar ações positivas. Todos sabemos que uma criança bem nutrida terá um melhor rendimento escolar”, afirmou Isa.

A autora também contou sua experiência com o livro “A Fazendinha”, que mostra a necessidade de aproximação das zonas urbanas das rurais, com foco no cultivo de alimentos saudáveis sem uso de agrotóxicos.

“Essa história também tem apresentado resultados interessantes através dos trabalhos pedagógicos realizados nas escolas. As crianças plantam hortas, passam a se preocupar com a origem dos alimentos e buscam experimentar legumes, frutas e verduras. É muito gratificante perceber que a literatura pode ser um veículo de transformação nos hábitos alimentares neste mundo tão dominado pelas comidas gordurosas e nada saudáveis”, diz Isa.

O encontro foi organizado pelo Fórum Nacional de Conselhos de Alimentação Escolar.

Para Isa Colli, o evento cumpriu seu papel de apresentar alternativas eficazes e criativas para a alimentação escolar. “Temos um longo percurso a seguir para que todas as crianças do nosso país tenham acesso a uma alimentação saudável. Ver essa plateia lotada de pessoas interessadas em discutir esse assunto mostra que estamos no caminho certo”, avalia a escritora.

Comentários