27.9 C
Serra
quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

ES tem primeiro caso confirmado de sarampo

Leia também

Polícia aponta aumento de ultrapassagens proibidas e acidentes nas BR’s no ES

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou durante os dias de Carnaval, de 21 a 26 de fevereiro, um aumento...

Interesse Eleitoral é o tema da ‘Cidade, Cultura e Política’ desta semana

Diferentemente de cidades cuja eleição atende ao exclusivo interesse de seus munícipes, numa cidade como Serra é impossível não...

Obras na ArcelorMittal Tubarão vão gerar 920 postos de trabalho

Obras para reduzir a poluição e também para implantar usina de dessalinização da água do mar vão gerar 920...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Caso foi importado de São Paulo. Foto: Divulgação

Após intensificar as ações de vacinação contra sarampo em todas as cidades da Grande Vitória, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) confirmou na última segunda-feira (12), o primeiro caso importado de sarampo no Estado em seis anos. De acordo com a Sesa, o Espírito Santo não registrava moradores infectados pela doença desde 2006. 

Ainda segundo a secretaria, os exames para confirmação da doença comprovaram que uma moradora de Cariacica, que esteve em São Paulo em julho, ficou doente na volta para o ES. Vale destacar que SP está vivendo um surto de sarampo. Segundo os últimos dados divulgados pelo Governo Estadual de São Paulo, já são mais de 900 casos somente este ano e muitas cidades estão classificadas como área de risco.

A jovem de 19 anos já está curada da doença, mas teve que ficar em isolamento domiciliar e a Sesa já realizou os procedimentos de bloqueio vacinal seletivo nas pessoas que tiveram contato com ela. Além disso, foi realizada uma ‘varredura’ em cinco quadras no entorno do seu domicilio.

A última atualização da Sesa sobre os casos suspeitos de sarampo mostra que 63 casos foram descartados dos 66 notificados como suspeitos de sarampo até o início desta semana, mas dois permanecem em investigação e um foi confirmado. O Espírito Santo não confirmava um caso importado de sarampo desde 2006, além disso, ninguém contraiu a doença no ES desde 2000. 

Serra intensifica vacinação contra doença

Após uma explosão de casos confirmados de sarampo em São Paulo e em outros estados brasileiros, a Serra começou a intensificar a vacinação para evitar o surgimento de moradores infectados pelo vírus no município. A Secretaria Municipal de Saúde está imunizando a população até nos finais de semana, além de realizar a vacinação de rotina durante a semana.

A Prefeitura da Serra iniciou nas últimas semanas a vacinação contra a doença no projeto ‘Sábado Saúde’ onde a população pode se em algumas unidades de saúde aos sábados. Essa é uma opção para quem não pode se vacinar durante a semana. O horário de vacinação é das 8 às 16h30 e as unidades onde ocorre a imunização são divulgadas pela prefeitura em seu site oficial.

Além disso, de segunda a sexta-feira, os moradores podem se vacinar em uma das 39 unidades de saúde da Serra. O paciente deve ficar atento ao horário da Sala de Vacina, que varia de um bairro para o outro. De acordo com a prefeitura, não há casos confirmados de sarampo na Serra há anos, e também não há casos suspeitos ou em investigação.

Quem pode se vacinar?

Moradores da Serra de 01 a 49 anos podem ser imunizados contra o sarampo. Todos os indivíduos com idade entre 01 e 29 anos devem ter tomado duas doses. Para os que possuem entre 30 e 49 anos, uma dose é suficiente.

Para se vacinar, a pessoa deve comparecer na unidade de saúde com um documento de identificação, o cartão de vacinas e o Cartão SUS, quem tiver.

Prevenção

A única forma de prevenção do sarampo é através da vacinação. A vacina contra o sarampo faz parte do calendário nacional de vacinação. A primeira dose é aplicada aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. A segunda dose é aplicada aos 15 meses na vacina tetra viral, que previne sarampo, caxumba, rubéola e varicela.

Quem tem 1 ano até 29 anos deve ter comprovadamente duas doses da vacina tríplice viral. Para a população entre 30 e 49 anos, uma dose da vacina tríplice viral. Os trabalhadores da saúde, grupo de alto risco, devem ter duas doses da vacina tríplice viral, independente da faixa etária.

Comentários

Mais notícias

Interesse Eleitoral é o tema da ‘Cidade, Cultura e Política’ desta semana

Diferentemente de cidades cuja eleição atende ao exclusivo interesse de seus munícipes, numa cidade como Serra é impossível não transbordar  para mais que o...

Obras na ArcelorMittal Tubarão vão gerar 920 postos de trabalho

Obras para reduzir a poluição e também para implantar usina de dessalinização da água do mar vão gerar 920 postos temporários de trabalho na...

Assombrações? Que nada! O medo agora é outro… | Confira a ‘Charge do TN’

Na charge desta semana, o TEMPO NOVO traz novamente temas de duas doenças que andam assombrando serranos e demais pessoas de todo o Brasil....

Serranos mandam ver em versão da canção ‘Telegrama’ de Zeca Baleiro

Ícone da geração dos anos 1990 da MPB, o maranhense Zeca Baleiro teve versão de uma de suas músicas mais conhecidas, ‘Telegrama’, gravada ao...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem