22.1 C
Serra
sábado, 15 de agosto de 2020

Empresas de tecnologia ganham incentivos fiscais com novo polo

Leia também

Funcionando irregularmente, bares são fechados pela Polícia Militar na Serra

Mesmo em meio à pandemia causada pelo coronavírus e com um decreto do Governo do Estado que proíbe o...

Audifax diz que obra da rotatória de Maringá será entregue nos próximos dias

Após não cumprir a promessa de entregar a obra da Rotatória de Maringá no final de julho, a Prefeitura...

Morador cobra sinalização de ruas em Barcelona há um ano

Faixas de pedestre apagadas, quebra molas e vagas prioritárias de idosos e  deficientes físicos sem pintura, e ausência de...

Criada na incubadora do Ifes/Serra, a Zaruc é uma das que vão se instalar. Foto: Arquivo TNEmpresas de tecnologia ganham incentivos fiscais com novo polo

Foi formalizado na última quarta-feira (9), por meio de decreto assinado pelo prefeito Audifax Barcelos (Rede), o Polo de Inovação Tecnológica da Serra, o Polo InovaSerra. Ele abrange a porção da cidade localizada entre o Ifes e o Cercado da Pedra, no Civit II, e prevê isenção de até 100% sobre tributos municipais, como ISS, ITBI e IPTU.

Segundo a Prefeitura, neste ano três empresas já devem se instalar no Polo: a Zaruc e a Flex Metal – ambas criadas na incubadora do Ifes Serra -, e a Vix System. O secretário de Desenvolvimento Econômico do município, José Eduardo Azevedo, não soube estimar o valor de investimentos e o número de empregos que podem ser gerados com a criação do InovaSerra, mas destacou que a meta é de que até 2020 já tenham 10 empresas instaladas e, em dez anos, esse número alcance de 150 a 200 empreendimentos da área de tecnologia.

“Já temos 250 terrenos estruturados e a região já possui infraestrutura. Os incentivos a novas empresas podem chegar a 100% de isenção no ISS, ITBI e IPTU”, explica José Eduardo. Ele acrescenta que o Polo é uma iniciativa conjunta da Prefeitura, da Associação dos Empresários da Serra (Ases), do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes Serra) e parceiros públicos e privados, que são cofundadores do Polo.

Inclusive, está previsto um repasse de R$ 90 mil do Município para o Ifes Serra. “O dinheiro pode ser usado em startups, coworking, incubadoras; em qualquer projeto de inovação que esteja ligado às academias. O Ifes é o representante das academias, que também englobam instituições como UCL e Multivix”, detalha o diretor geral do Ifes, José Geraldo Orlandi.

Informal

Levantamento feito pelo TEMPO NOVO junto à Prefeitura da Serra em julho de 2017 apontava que o município já possuía expressivo polo tecnológico informal e disperso naquela época. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, eram 418 empresas de Tecnologia da Informação (TI) instaladas na cidade, as quais ofereciam serviços para setores diversos como educação, rochas, metalmecânica e ambiental.

Segundo informações da Prefeitura, essas empresas de TI só poderão ter acesso aos benefícios do InovaSerra se estiverem na área abrangida pelo novo polo.

Comentários

Mais notícias

Audifax diz que obra da rotatória de Maringá será entregue nos próximos dias

Após não cumprir a promessa de entregar a obra da Rotatória de Maringá no final de julho, a Prefeitura da Serra afirmou que as...

Morador cobra sinalização de ruas em Barcelona há um ano

Faixas de pedestre apagadas, quebra molas e vagas prioritárias de idosos e  deficientes físicos sem pintura, e ausência de faixa divisora de fluxo de...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!