24.1 C
Serra
terça-feira, 20 de outubro de 2020

“Em 2020, quero manter o título de cidade campeã em obras; serão mais de R$ 300 milhões”

Leia também

Com 133 casos em nove meses, assassinatos crescem 30% na Serra  

A violência não dá trégua na Serra. Entre janeiro e setembro, 133 pessoas foram assassinadas na cidade, numero 30%...

Time de Colina de Laranjeiras é o campeão do Brasileiro da Serra

O Colina Futebol Clube é o atual campeão Brasileiro da Serra. Criado em 2017, time de futebol amador tem...

Serra ultrapassa os 18 mil casos confirmados e já registra 525 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Audifax citou investimentos dos quais a Prefeitura deve realizar em 2020. De acordo com ele, serão R$ 300 milhões. Foto: Everton Nunes

Entrando em seu último ano de mandato como prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede) projeta investimentos na ordem de R$ 300 milhões para 2020. Nesta entrevista, numa espécie de prestação de contas, ele cita as principais obras que quer realizar e as que já estão em andamento. Entre outros, ele confirma a inauguração do Hospital Materno Infantil no ano que vem e destaca obras nas áreas de Educação, Esporte e Mobilidade Urbana.

Estamos no fim de 2019. Como você avalia o ano e o que você destacaria em termos de investimentos?

A população da Serra cresceu em mais de 100 mil pessoas em 10 anos, enquanto a nossa arrecadação se manteve praticamente a mesma nesse período. Mesmo assim, conseguimos entregar importantes obras, como a Upa de Castelândia, na qual investimos R$ 9 milhões, e estão previstos mais de 25 mil atendimentos por mês no local. Somos o único município no Espírito Santo a contar com três Upas – em Castelândia, Carapina e Serra Sede. Dessa forma, vamos ampliar a cobertura de urgência e emergência na cidade.

Poderia citar outras obras? Já que a previsão de investimentos era na ordem de R$ 300 milhões…

Entregamos o CMEI Selma Nascif Elias, em Cidade Continental (Setor Ásia), e as quadras poliesportivas nas escolas de Belvedere e Cidade Pomar. A população também ganhou neste ano a sua primeira escola em tempo integral, a EMEF Profª Eulália Falquetto, em Vila Nova de Colares. Também investimos mais de R$ 78 milhões em obras de drenagem e pavimentação. Ao todo, são mais de 20 bairros contemplados. Além disso, concluímos a obra da dragagem do rio Jacaraípe. Gostaria de citar também a aprovação da lei que garante a isenção e redução da alíquota da taxa de iluminação pública (Cosip).

Foi sancionada? O que a população precisa fazer para ter direito à isenção?

Terão direito à isenção cerca de 50 mil moradores, incluindo 15 mil famílias de baixa renda e 35 mil que consomem até 50 kilowatt-hora. Além da isenção, haverá redução de 10% na alíquota da Cosip para os demais contribuintes da classe residencial, que representam 150 mil famílias. Ninguém vai precisar fazer nada, será tudo automático na conta; já estamos em contato com a EDP para que a mudança já ocorra em janeiro.

E as expectativas para 2020? E os investimentos previstos?

Queremos manter o título de cidade campeã em obras com investimentos de mais de R$ 300 milhões em 2020. Vamos trabalhar com um intenso cronograma de obras como a implantação do binário da avenida Norte-Sul, entrega de supercreches e escolas, além de obras de drenagem e pavimentação, construção de praças, entre outras. Também vamos investir no término das obras e funcionamento do Hospital Materno Infantil, além do funcionamento da Upa de Castelândia.

Prefeito Audifax Barcelos concedeu entrevista ao Tempo Novo. Foto: Gabriel Almeida

Então, está confirmada a entrega do Hospital Materno Infantil para 2020? E o custeio?

Está sim, serão mais 135 leitos. Teremos capacidade para atender 8.700 gestantes e realizar 725 partos por mês. A previsão é que ele custe R$ 100 milhões por ano; por isso, estamos negociando parcerias com Estado e União.

A Saúde foi uma área que enfrentou dificuldades nos últimos anos. O que a população pode esperar nesse sentido?

Vamos aumentar em três mil o número de atendimentos a mais no próximo ano nas três Upas e ampliar o serviço odontológico, com 40 mil procedimentos a mais na atenção básica. Queremos ampliar o acesso da população às consultas e exames informatizando as unidades de saúde. A previsão é que até o final de 2020 todas estejam com o sistema instalado. Esse projeto também prevê o agendamento online. Vamos contratar mais 50 médicos no próximo ano e aumentar para 100 mil consultas no próximo ano nas unidades básicas.

Há previsão de a Prefeitura entregar novas unidades de ensino? E qual é a estrutura da Educação na Serra?

Temos a maior rede do ES, com mais de 70 mil alunos, sendo 21.481 só na Educação Infantil (CMEIs). Em 2019, entregamos uma unidade em Cidade Continental e para o ano de 2020, outras duas novas supercreches, além de uma escola de tempo integral. Outras 11 unidades de ensino estão com obras em andamento e vão atender mais de cinco mil alunos. Entre essas, destacamos as unidades de Campinho da Serra I e Bairro de Fátima.

Outra área que a Serra tem muito potencial é o Esporte. Nesse sentido, o que esperar até o fim do mandato em 2020?

Vamos entregar a Arena Jacaraípe, que é um complexo cultural e esportivo com capacidade para 3,5 mil pessoas e que também tem estrutura para sediar eventos de grande porte. Temos, também, a Estação Cidadania – Esporte, em Vila Nova de Colares, e a Estação Cidadania – Cultura, em Novo Porto Canoa. A primeira tem o objetivo de fomentar o esporte e treinar atletas de alto rendimento e a segunda, para oferecer serviços da Assistência Social. Nesse ano, entregamos a pista de bicicross, na avenida Amazonas, em Novo Porto Canoa. Tem estrutura para receber competições estaduais e nacionais.

A Serra cresceu muito nos últimos anos e começa a enfrentar problemas típicos de cidades grandes, como o trânsito. Quais investimentos a Prefeitura vai realizar para melhorar a mobilidade urbana no município?

A Rotatória Maringá, por exemplo, vai garantir um tráfego mais seguro. Ela dará ligação ao principal distrito industrial do ES, o Civit I, beneficiando mais de 100 mil pessoas que moram nos bairros Barcelona, Maringá, Barro Branco, Mata da Serra e Porto Canoa. Temos o binário na avenida Norte-Sul; a via atual seguirá em sentido único para Laranjeiras, entre a Avenida dos Metalúrgicos e a ES-010. Já os motoristas que seguiam no sentido oposto terão que passar pela avenida Lourival Nunes. A alteração vai acabar com os congestionamentos nos horários de pico. Vamos implantar novas ciclovias e ciclofaixas na Serra, nas avenidas Talma Rodrigues Ribeiro e Norte-Sul.

E o Contorno do Mestre Álvaro?

É uma obra federal que levará desenvolvimento para muitas regiões, como Serra Sede e áreas rurais. A Prefeitura acompanha de perto. A abertura da estrada vai aumentar o fluxo de veículos e de pessoas no comércio local e o valor competitivo da terra nas suas adjacências, com possibilidade de surgimento de novos polos industriais na cidade.

Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Mais notícias

Time de Colina de Laranjeiras é o campeão do Brasileiro da Serra

O Colina Futebol Clube é o atual campeão Brasileiro da Serra. Criado em 2017, time de futebol amador tem três anos de história, mas...

Serra ultrapassa os 18 mil casos confirmados e já registra 525 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de 18 mil moradores...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!