26.5 C
Serra
domingo, 19 de janeiro de 2020

EDP descumpre lei e consumidores de todo o ES podem ser indenizados, diz deputado

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Deputado Vandinho Leite é o autor do projeto. Segundo ele cabe indenização a qualquer consumidor que se sentir lesado. Foto: Ellen Campanharo

A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia vai solicitar ao Procon-ES que tome medidas junto à EDP por descumprimento da Lei 10.998/2019 que obriga a empresa a disponibilizar na conta de luz a fotografia do equipamento de aferição no momento da leitura do consumo. Além disso, segundo o deputado Vandinho Leite (PSDB) que foi o autor do projeto, está previsto indenização a consumidores que se sentirem lesados pelo não cumprimento da lei.

“Qualquer cidadão capixaba que entender que a cobrança da EDP na conta de luz está em desacordo com o seu consumo mensal, pode procurar o Procon e solicitar indenização. Até porque, este projeto visa exatamente isso, combater abusos de cobranças e fechar o cerco contra esses desmandos da empresa”, disparou Vandinho.

De acordo com a lei que entrou em vigor no mês passado, a foto do medidor deverá estar impressa na fatura de energia ou em folha anexa. De acordo com Vandinho a EDP descumpriu a norma nesse primeiro mês de vigência da lei.  Por isso, o colegiado vai fazer uma representação junto ao Procon-ES  que é o órgão competente para aplicar as medidas cabíveis.

Segundo o deputado, o Procon-ES que fica localizado na Assembleia estará se planejando para receber consumidores e encaminhar essa demanda. Não se descarta a promoção de um mutirão, caso a demanda seja alta. “Pode ser feito um mutirão sim, precisamos terminar de conversar internamente e ajustar, mas não está descartado”, disse o parlamentar.

O que diz a EDP

A reportagem procurou a empresa para rebater as afirmações de Vandinho. Em nota ela não mencionou a lei estadual citada na matéria, entretanto disse que cumpre com toda regulamentação do setor elétrico e por se tratar de uma concessionária de serviço público delegado pela União, segue detidamente as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, o que prevê o seu Contrato de Concessão e o que rege a própria União, através da Constituição Federal de 1988.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!