24.7 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Eco cobra pedágio, mas prefeitura vai gastar R$ 4 milhões para iluminar BR 101

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Eco 101 disse que esse tipo de serviço não está previsto no contrato. Foto: Arquivo TN 

O serrano vai pagar R$ 4,2 milhões para iluminar uma rodovia onde se cobra pedágio do motorista. Trata-se da BR-101 que atualmente é administrada pela concessionária Eco 101, mas quem irá iluminar a via é a Prefeitura da Serra. A Eco afirma que, no quesito de iluminação pública, a manutenção e instalação destes sistemas não estão previstos em contrato e por isso a obrigação é do município.

Em março, o TEMPO NOVO noticiou que a prefeitura iria gastar 2,5 milhões para realizar a melhoria na iluminação da BR-101, mas os valores aumentaram. Segundo informações dadas pela prefeitura na tarde desta segunda-feira (20), a quantidade de postes e luminárias que serão instaladas aumentou e com isso o valor subiu para R$ 4,2 milhões. Antes, eram 200 novos postes e agora serão 700 novos.

De acordo com a assessoria de comunicação do município, a nova iluminação será feita no trecho entre a região de Carapina e Divinópolis.  Serão 2.900 luminárias de LED e 700 novos postes. Os trabalhos na BR 101 serão finalizados no segundo semestre deste ano.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que a Prefeitura da Serra tem que iluminar a BR-101. Em 2015, o município gastou cerca de R$ 7 milhões para iluminar o trecho que fica entre a ponte do rio Santa Maria, na divisa com Cariacica, e as proximidades de Carapina, numa extensão de 11km. Na ocasião, a Eco 101 também havia declarado que não está previsto no contrato de concessão a iluminação da via.

Desta vez a concessionária usou a justificativa de que as prefeituras cobram de todos os moradores contribuição de iluminação pública e que esse tributo é destinado a financiar o gasto específico com esses sistemas. Em nota, a Eco 101 informou que a manutenção e instalação de sistema de iluminação pública em perímetros urbanos não estão previstos em contrato.

Em março deste ano, em resposta a demanda enviada pelo TEMPO NOVO, a concessionária ainda disse que de acordo com resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a elaboração de projeto, a implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública são de responsabilidade do ente (prefeitura) municipal ou de quem tenha recebido deste a delegação para prestar tais serviços e por isso “não cabe a concessionária Eco 101 qualquer tipo de intervenção em instalação e manutenção elétrica e sim aos municípios”.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!