30.5 C
Serra
terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Eco 101 cobra pedágio, mas prefeitura vai ter que iluminar rodovia

Leia também

Fábrica da Fortlev na Serra abre vaga de emprego

A Fortlev, empresa com sede no Civit II, na Serra, está abrindo vaga de emprego para Analista de Qualidade. A...

Lixo de shopping incomoda e ‘tira o apetite’ de moradores na Serra

Quem mora nos condomínios Veredas e Buritis de Colina de Laranjeiras sofre diariamente com um mau cheiro de lixo....

Prefeitura suspende cobrança do rotativo em Serra Sede

Os motoristas que visitarem a região de Serra Sede não terão que pagar o estacionamento rotativo durante os próximos...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Será implantada nova iluminação em todo o trecho entre a região de Carapina e Divinópolis. Foto: Arquivo TN

A Prefeitura da Serra vai ter que gastar cerca de R$ 2,5 milhões para iluminar uma rodovia onde se cobra pedágio do motorista. Trata-se da BR-101 que atualmente é administrada pela concessionária Eco 101. No quesito de iluminação pública, a Eco afirma que a manutenção e instalação destes sistemas não estão previstos em contrato e por isso a obrigação é do município.

A informação dada pela prefeitura na manhã desta terça-feira (26) é de que será implantada nova iluminação em todo o trecho entre a região de Carapina e Divinópolis. Serão instalados mais de 200 novos postes de iluminação e a previsão é que as obras comecem a partir de julho deste ano.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que a Prefeitura da Serra tem que iluminar a BR-101. Em 2015, o município gastou cerca de R$ 7 milhões para iluminar o trecho que fica entre a ponte do rio Santa Maria, na divisa com Cariacica, e as proximidades de Carapina, numa extensão de 11km. Na ocasião, a Eco 101 também havia declarado que não está previsto no contrato de concessão a iluminação da via.

Desta vez a concessionária usou a justificativa de que as prefeituras cobram de todos os moradores contribuição de iluminação pública e que esse tributo é destinado a financiar o gasto específico com esses sistemas. Em nota, a Eco 101 informou que a manutenção e instalação de sistema de iluminação pública em perímetros urbanos não estão previstos em contrato.

A concessionária ainda disse que de acordo com resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a elaboração de projeto, a implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública são de responsabilidade do ente (prefeitura) municipal ou de quem tenha recebido deste a delegação para prestar tais serviços e por isso “não cabe a concessionária Eco 101 qualquer tipo de intervenção em instalação e manutenção elétrica e sim aos municípios”.

Comentários

Mais notícias

Lixo de shopping incomoda e ‘tira o apetite’ de moradores na Serra

Quem mora nos condomínios Veredas e Buritis de Colina de Laranjeiras sofre diariamente com um mau cheiro de lixo. O incômodo está sendo causado...

Prefeitura suspende cobrança do rotativo em Serra Sede

Os motoristas que visitarem a região de Serra Sede não terão que pagar o estacionamento rotativo durante os próximos dias. A Prefeitura da Serra...

Escritor capixaba aborda racismo em seu 9º e-book

Nesta sexta-feira (21) o escritor capixaba Maxwell dos Santos, lança mais um trabalho de ficção que denuncia injustiças no Brasil. Trata-se de 9º e-book...

Em ascensão, Cobra Cobral arma bote para derrubar Pit Bull

O Serra Futebol Clube vai em busca da sua terceira vitória no Campeonato Capixaba. O próximo confronto do tricolor serrano será contra o time...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem