• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Diz aí nutri: água com gás, sim ou não? Distende o estômago? Dá celulite?

Leia também

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...
Jéssika Butcovskyhttps://www.portaltemponovo.com.br
Jéssika Butcovsky é Nutricionista e especialista em Nutrição Esportiva e Estética e Mestre em Nutrição e Saúde. CRN: 14100945

São muitos mitos e especulações acerca da água com gás e isso faz com que os pacientes tenham muitas dúvidas sobre seu consumo.

A água com gás é produzida com a adição de dióxido de carbono (gás carbônico) e como conseqüência, passa a conter um ácido fraco chamado ácido carbônico, conferindo pH entre 5 a 6 na água. A presença de ácido carbônico pode causar sensação de conforto gástrico e pequena dilatação do estômago, causando sensação de saciedade precoce, o que para alguns pode ser positivo (no processo de emagrecimento, por exemplo).

Não existe nenhuma evidência científica que associe algum malefício à água com gás. E desmistificando: o dióxido de carbono NÃO TEM RELAÇÃO COM O AUMENTO DE PESO OU COM SURGIMENTO DE CELULITE e a ÁGUA COM GÁS NÃO TEM CALORIAS (assim como a água não gaseificada)!

É uma boa opção para a substituição de refrigerantes, que mesmo em suas versões ‘‘zero’’ são lotados de compostos químicos que prejudicam muito a sua saúde. Você ainda pode torná-la ainda mais saborosa aromatizando-a com folhas de hortelã, lascas de gengibre, frutas picadas ou em rodelas como limão, laranja e morango, etc.

ATENÇÃO: não torne a água com gás sua fonte exclusiva de hidratação (em substituição à água), isso poderia lhe causar um desequilíbrio hidroeletrolítico. Não existem recomendações quantitativas para o consumo, mas uma dose de 500mL parece ser benéfica (evite consumir mais que 200mL na refeição). Além disso, não recomendo o consumo de água com gás para pacientes com gastrite, Síndrome do Intestino Irritável (SII) e pós-operatório de cirurgia bariátrica. Verifique o rótulo do produto para conferir se não possuem adoçantes, sódio ou outros aditivos.

💦 E você, gosta de água com gás?

Jéssika Butcovskyhttps://www.portaltemponovo.com.br
Jéssika Butcovsky é Nutricionista e especialista em Nutrição Esportiva e Estética e Mestre em Nutrição e Saúde. CRN: 14100945

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!