23.2 C
Serra
quinta-feira, 02 de abril de 2020

Artigo de opinião TN | Morte de Cabo Porto e família é uma tragédia para a Serra

Leia também

Morre paciente com suspeita de coronavírus no ES

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou na noite desta quarta-feira (1°) que está investigando a morte de...

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Porto, a esposa e o filho. Foto: Divulgação

A morte do vereador Cabo Porto, em um acidente de trânsito no interior do estado, mexeu muito com a cidade. Isso porque o parlamentar era um político em ascensão e notoriamente com muito futuro pela frente.

Politicamente, Porto vivia uma situação confrontante no PSB, que queria enquadrá-lo devido às suas posições ideológicas próximas ao bolsonarismo.

Mesmo com a dificuldade partidária, ele vinha sendo relacionado como pré-candidato a prefeito da Serra, tamanho era o apoio que vinha das ruas.

Sempre polêmico, Porto tinha um perfil de causar reboliço. Defensor especialmente da classe dos policiais militares, o vereador tinha no DNA a bandeira da segurança pública e era querido, principalmente pela direita capixaba.

Natural de Castelândia, em sua trajetória, o vereador foi um dos policiais mais condecorados da corporação e fez fama na grande Jacaraípe pela atuação firme frente à bandidagem.

Filho de mãe solteira, Porto conviveu desde cedo com a violência doméstica vinda do padrasto, o qual expulsou os irmãos mais velhos de casa e fazia sessões de agressão contra a mãe.

Revoltado com a situação, aos 16 anos, utilizando um cabo de vassoura, Porto expulsou o padrasto de casa e, em seguida, entrou para a PM, instituição na qual permaneceu por duas décadas até ser eleito como um dos vereadores mais votados em 2016.

A Serra perde muito com a ida do vereador Cabo Porto, pois ele sem dúvida se transformaria numa liderança de envergadura estadual e lutaria pelo município no plano capixaba. Sua morte abre uma lacuna de liderança e deixa a Serra órfã de um político sempre muito corajoso e sincero.

Comentários

Mais notícias

Governo do ES confirma 22 casos de coronavírus na Serra

A Serra tem oito novos casos confirmados de coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na noite desta quinta-feira...

Guarita de salva-vidas é incendiada em praia da Serra

Uma guarita suspensa para salva vidas ao lado da lagoa de Carapebus foi destruída por incêndio. A guarita ficava na areia da praia de...

Em 24 horas, Espírito Santo confirma 25 novos casos de coronavírus

Em apenas 24 horas, o Espírito Santo registrou 25 novos casos de coronavírus. A informação foi divulgada pelo governador Renato Casagrande (PSB), durante um...

Ufes desenvolve escudo facial para pessoal da saúde combater coronavírus

Fruto de pesquisa desenvolvida no Centro Tecnológico e do Centro de Ciências Exatas da Ufes, o Espírito Santo deve ganhar em breve reforço na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem