• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
30.2 C
Serra
sexta-feira, 22 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

CPI quer prisão de homem que espetou gato vivo no ES

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O gato foi espetado com vergalhões e socorrido por uma protetora da região. Foto: Divulgação

A CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa, recebeu uma denúncia estarrecedora no município de Linhares. 

Em vídeos encaminhados à CPI, uma protetora de animais mostra um gato furado com vergalhões depois de cair em uma armadilha montada por um morador do bairro Jardim Laguna, localizado próximo a penitenciária Regional de Linhares.

O animal estava vivo e agonizando quando uma mulher, que reside próximo a residência do agressor, com o auxílio de outra pessoa, socorreram o animal.

Ela ainda filma um facão, próximo a armadilha, que ela acredita que seria usado para matar o animal. O gato foi levado para um clínica veterinária e o estado de saúde dele é grave.

“É uma crueldade o que aconteceu em Linhares, por isso acionamos a polícia e o prefeito municipal, uma vez que a denúncia aponta que o agressor é um servidor da prefeitura. Nós não vamos sossegar enquanto esse agressor não for preso. A lei prevê que maus-tratos contra animais é crime passivo de prisão, com pena que varia de 2 a 5 anos de cadeia”, afirmou a deputada Janete de Sá (PMN), presidente da CPI.

Ainda de acordo com o material enviado à CPI, o suposto agressor teria mandado mensagem ameaçando à protetora.

O delegado Romel Pio de Abreu Junior, da 16ª Delegacia Regional de Linhares, informou à CPI que já tomou as providências para instauração do inquérito policial e vai intimar as testemunhas do crime para depor ainda hoje (24).

 

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!