21.8 C
Serra
terça-feira, 26 de Maio de 2020

CORONAVÍRUS NA SERRA

cidade registra 1.955 infectados, 125 mortos e 613 curados

Contarato vai à Justiça para derrubar novos decretos de Bolsonaro que facilitam porte de arma

Publicado em:
Atualizado em:

Leia também

Sexta-feira tem curso de Direito Eleitoral na internet

Políticos, dirigentes partidários e pré-candidatos têm uma oportunidade de conhecer as mudanças na Legislação Eleitoral sem sair de casa. A...

Usuários podem denunciar lotação do Transcol com o aplicativo ÔnibusGV

Está disponível na loja virtual Google Play o aplicativo Ônibus GV, o aplicativo do Transcol. Usuários podem, por meio...

Professora da rede municipal é a representante da Serra em evento literário nacional

A professora Jamile Menezes é a representante da Serra em um evento literário nacional. Jamile é professora da Escola...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Contarato quer derrubar novos decretos. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador capixaba Fabiano Contarato (Rede) vai acionar a Justiça para derrubar os novos decretos publicados por Jair Bolsonaro (PSL) na tarde desta terça-feira (25) que facilitam a posse e o porte de armas. Ao lançar os três novos decretos, Bolsonaro revogou o que tinha sido feito em maio e alterou algumas regras, mas o senador afirma que os textos não solucionam a inconstitucionalidade do decreto anterior.

O decreto revogado de Bolsonaro já tinha sido derrubado pelo Senado Federal, mas ainda precisava passar pela Câmara dos Deputados, onde seria decidido se as regras iriam continuar valendo. Contarato já tinha se declarado contra a facilitação de posse e porte de armas e feito duras críticas as decisões do presidente.

Nos novos textos, o Governo Federal faz ajustes e retira pontos polêmicos que estavam sendo alvo de muitas críticas. Mesmo assim, Fabiano Contarato, afirma que vai ao ao Judiciário contra os novos decretos. “A edição desses novos decretos não sana a inconstitucionalidade. Os textos têm os mesmos conteúdos e os velhos vícios”, diz Contarato.

O senador afirmou ainda que vai apresentar, no Senado Federal, um Projeto de Decreto Legislativo para sustar os decretos publicados na tarde desta terça (25).

Comentários

Mais notícias

Usuários podem denunciar lotação do Transcol com o aplicativo ÔnibusGV

Está disponível na loja virtual Google Play o aplicativo Ônibus GV, o aplicativo do Transcol. Usuários podem, por meio do APP verificar local e...

Professora da rede municipal é a representante da Serra em evento literário nacional

A professora Jamile Menezes é a representante da Serra em um evento literário nacional. Jamile é professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem