• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.833 casos
  • 1.432 mortes
  • 66.986 curados
21.7 C
Serra
quarta-feira, 04 agosto - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.833 casos
  • 1.432 mortes
  • 66.986 curados

Conta mais barata faz procura por energia solar crescer 200%

Leia também

Assassino de Gerson Camata é condenado a 28 anos de prisão

  Assassino confesso do ex-governador Gerson Camara, Marcos Venício Moreira Andrade foi condenado a 28 anos de prisão. O resultado...

Câmara da Serra arquiva processo contra Jefinho do Balneário

Com 13 votos, a Câmara da Serra rejeitou o Requerimento 95/2021, que pedia abertura de processo para apuração e...

Notícia boa | Serra não registra morte por Covid-19 nas últimas 24h

A Serra não registrou nenhuma morte por Covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados foram divulgados no final da...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Dinaldo é dono de empresa que instala sistemas de energia solar. Foto: Fábio Barcelos

Com o alto preço na conta de luz, muitos serranos têm buscado a energia solar para diminuir os gastos. Na Serra, a procura aumentou em mais de 200%, segundo empresário que atua no segmento.

Segundo Dinaldo Rosário dos Santos, sócio-proprietário da Iuno Energia Solar, de Colina de Laranjeiras, a procura na loja aumentou mais de 200%, e cerca de 60% dos clientes são para residência. “De 2018 para cá, a busca por orçamentos aumentou mais de 200%. Já instalamos 65 projetos na Serra”, diz.

Dinaldo exemplifica que uma família de quatro pessoas com uma conta média de luz de R$ 450 mensais precisa instalar sistema solar de R$ 17 mil para gerar a energia correspondente ao consumo. “Com isso, o valor da conta pode cair até 95%, caso ele mantenha o mesmo padrão de consumo. A conta não zera, pois o consumidor precisa pagar imposto sobre a geração da energia e iluminação pública”, explica.

Vale lembrar que a energia excedente gerada durante o dia é disponibilizada para o sistema público e volta em crédito à noite, quando as placas não produzem. Também é possível transferir crédito para a conta de outro imóvel do mesmo consumidor. 

Mas para ter clareza da viabilidade econômica de um projeto de energia solar, é preciso considerar a vida útil e a manutenção das placas. “Como elas duram cerca de 25 anos, o custo anual do investimento de um projeto de R$ 17 mil seria de pouco mais de R$ 1 mil por ano. São R$ 680 do valor das placas e R$ 350 de limpeza/manutenção anuais”, detalha. 

O morador de São Francisco, Rider Rocha de Souza, fez as contas e concluiu que investir no sistema era melhor do que deixar o dinheiro na poupança. “Tinha R$ 20 mil na poupança, que me renderiam menos de R$200 por mês. Há oito meses, instalei as placas fotovoltaicas e minha conta caiu de R$550 para uns R$200, em média. E, antes, usávamos tudo com muito controle: tinha um ar-condicionado que ligava por 6 horas à noite, tomava banho correndo. Agora,faço isso com mais calma, uso o ar a noite toda e instalei mais dois em casa”, explica.

Também morador de São Francisco,DelugesCavassani teve uma redução de 70% na conta. “A conta de energia é uma que pagamos e nunca dá retorno, então entendi que instalar energia solar seria um investimento. Gastei R$27,6 mil para colocar e, desde então, só pago os impostos. A conta caiu de R$400 para R$120, e a energia que é gerada está sobrando; então, posso transferir esses créditos para meu outro imóvel, o que está em processo na EDP”, aponta.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!