27 C
Serra
quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Conta de luz do Ifes na Serra cai R$ 161 mil com energia solar

Leia também

Inscrições prorrogadas para vagas de cuidador com salário de R$ 1.039

Foram prorrogadas as inscrições para o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos...

Cheiro Moreno aposta na mistura de ritmos para ganhar público capixaba

Formada há 21 anos em Nova Viçosa, na Bahia, e atualmente sediada no Espírito Santo, a banda Cheiro Moreno...

Serranos se unem para ajudar atingidos pelas chuvas, veja como colaborar

Muitos municípios capixabas foram castigados pelas fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo nos últimos dias. E pensando em...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Do Ifes, José Geraldo Orlandi e Emerson Birchler, com as placas fotovoltaicas ao fundo. Tecnologia vai gerar economia de R$ 440/dia. Foto: Fábio Barcelos

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) da Serra vai economizar pelo menos R$161,5 mil por ano. É que a instituição foi a primeira do estado a receber uma usina de energia solar,que vai reduzir em 40% o valor das contas de luz. Isso significa uma economia média de R$442,53 por dia.

O investimento na Usina de Minigeração de Energia Solar Fotovoltaica, que veio por emenda parlamentar, foi de R$490 mil e o projeto é piloto no estado. Foram instalados 425 painéis solares nos telhados de dois prédios da instituição, cerca de 850m².

O diretor do Ifes Serra, José Geraldo Orlandi, disse que o custo de manutenção com o equipamento é baixo.“Os painéis solares duram 25 anos e o custo de manutenção dos equipamentos é baixo, já que eles não são móveis”, aponta.

Em menos de quatro anos a economia na conta de energia já paga o investimento feito nos painéis. José Geraldo detalha, ainda, os objetivos almejados com a instalação da usina: economizar, divulgar e capacitar.

“Vamos reduzir o custeio, economizando na conta de luz; vamos divulgar a importância, o uso e a tecnologia da energia solar com palestras, visitações e cursos; e também usaremos nas aulas, inicialmente em cursos de extensão com especialização técnica. Mas vamos estudar a possibilidade de criar um curso técnico de energias renováveis”, adianta.  

Vidigal liga pela primeira vez o gerador de energia solar do Ifes, projeto para o qual destinou R$ 490 mil e que vai gerar uma economia de R$ 160 mil/ano na conta do Instituto. Foto: Gabriel Almeida

Orlandi também detalha o funcionamento do sistema. “As placas captam a energia solar e a transformam em corrente elétrica contínua. Então, essa corrente contínua passa por um inversor, aparelho que a converte em corrente elétrica alternada, de 127/220V, que é essa utilizada nas residências, em comércio”, enumera.

Por fim, ele aponta que durante a semana são usadas conjuntamente a energia gerada pela usina e a da concessionária (EDP Escelsa). Já nos finais de semana, a EDP usa o consumo excedente e depois devolve em forma de crédito”, explica.

O deputado federal responsável pela indicação da emenda e presidente da Frente Parlamentar de Incentivo à Geração de Energias Renováveis, Sérgio Vidigal (PDT-ES), quer expandir a ideia.

“O objetivo é estimular a implantação desses equipamentos nos prédios públicos e contribuir com o meio ambiente. E ainda trazer qualificação de mão de obra nesta área, para estimular mais investimentos e gerar mais empregos”, disse.

Comentários

Mais notícias

Cheiro Moreno aposta na mistura de ritmos para ganhar público capixaba

Formada há 21 anos em Nova Viçosa, na Bahia, e atualmente sediada no Espírito Santo, a banda Cheiro Moreno se destaca pela rica mistura...

Serranos se unem para ajudar atingidos pelas chuvas, veja como colaborar

Muitos municípios capixabas foram castigados pelas fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo nos últimos dias. E pensando em ajudar as famílias afetadas, algumas...

Serra é a segunda cidade onde mais choveu em seis horas

Sem dar longas tréguas, a chuva continua castigando os capixabas. Na noite da última quarta-feira (22) e madrugada desta quinta-feira (23), a Serra foi...

Emprego: 73 vagas de trabalho abertas na Serra

A quinta-feira (23) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 73 vagas de emprego para diversos cargos. As chances...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem