[secondary_title]

Comunidades no prejuízo com pedágio da Eco sem duplicar 101

- PUBLICIDADE-

 

Os moradores de Timbuí,Luciano, Sizino, Felipe e Inácio: mais gastos para se deslocar para a Serra-Sede e Vitória em rodovia sem duplicação. Foto: Divulgação

Gabriel Almeida

Vinte oito reais e oitenta centavos. Esse é o valor que os comerciantes de Santiago da Serra e da comunidade de Timbuí em Fundão, bairros que ficam após a praça de pedágio da Eco-101, gastam para ir e voltar da Serra e de Vitória, para onde precisam se deslocar três vezes por semana.

Nas comunidades, que antes já se sentiam prejudicadas com a implantação do pedágio perto de casa, a insatisfação está ainda maior após o anúncio da concessionária de que não irá duplicar toda a BR e nem cumprirá os prazos do contrato inicial. Inclusive o trecho que passa em frente aos dois bairros já deveria ter sido entregue duplicado em maio último.

Os populares afirmam que a Eco-101 não está mais concedendo isenção do pedágio para os moradores que precisam ir diariamente ou semanalmente para Serra ou para a capital. É o que afirma o morador e comerciante de Timbuí, Luciano Nunes. “Vou a Serra três vezes por semana e gasto quase trinta reais. Não consigo descontar esse valor na mercadoria comprada e fico no prejuízo”, reclama.

Outro morador que também sofre com o pedágio é o Devair Sleger, comerciante de Santiago, que também compra mercadorias na Serra-Sede. “Antes do pedágio, eu ia duas vezes por semana a Serra ou Vitória. Mas agora tento ir o mínimo possível para economizar”, conta.

Também de Santiago da Serra, Devair Sleger, está indignado com a postura da Eco 101. “Pagamos um pedágio tão caro para não termos melhorias?”, indaga. 

Após anunciar que não irá mais duplicar a BR, a Eco 101 apresentou nova proposta para Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O jornal A Gazeta noticiou que essa proposta prevê a duplicação de apenas 21 km e implantação de terceiras faixas noutros 57,5km até 2041, com as obras começando só em 2021. 

Mas, no final da tarde de ontem (24) a assessoria de imprensa da empresa disse que a proposta é duplicar 91,7 km, implantar outros cinco contornos de centros urbanos (São Mateus, Linhares, Ibiraçu, Fundão e Rio Novo do Sul), o que representaria mais 70 km, além de fazer terceira faixa em 57,4 km. E que pode duplicar mais trechos onde o fluxo crescer.

Empresa diz que não é obrigada a dar isenção

Através da assessoria de imprensa, a Eco 101 disse que a isenção de pedágio para a comunidade não é uma obrigação contratual. Informou também que concede o que chama de “passagem diferenciada” como“iniciativa da empresa, que entende a necessidade de alguns moradores no entorno das praçase concede o benefício para aqueles que preenchem a todos os requisitos exigidos pela concessionária”.

De maio de 2014 – início da cobrança do pedágio – até maio de 2016, a Eco arrecadou cerca de R$ 510 milhões. E até o último reajuste em maio de 2017, a tarifa já havia aumentado cerca de 40% nas sete praças de cobrança. Por sua vez, a concessionária diz já ter investido $ 890 milhões em obras e serviços na rodovia.

...

Homem é morto a tiros enquanto andava de bicicleta na Serra

Um pedreiro de 36 anos foi morto a tiros na noite da última sexta-feira (21) no bairro Vila Nova de Colares, na Serra. A...

Empresário da Serra teve as redes invadidas e usadas para golpe; Saiba o que fazer

Um empresário da Serra teve as contas em redes sociais invadidas e usada, indevidamente. para aplicação de golpes. Saiba o que fazer e como...

Veja como fica o tempo no primeiro fim de semana do Inverno na Serra

O Inverno chegou e com ele a expectativa de temperaturas baixas. Pensando nisso, Tempo Novo compilou a previsão do tempo deste sábado (22) e...

Eleições 2024: Conheça Elcimara Loureiro e seus projetos como vereadora da Serra

  Eleita com 2.057 votos, a vereadora Elcimara Loureiro (PT) assumiu o mandato sob o título de mulher mais bem votada da Serra. Na Câmara...

Governo anuncia repasse mensal para Hospital Materno Infantil da Serra

O Hospital Materno Infantil (HMMI) da Serra receberá um repasse mensal de R$ 2.535.564,80 para custear as ações e serviços de saúde de média...

Últimos dias para visitar a exposição Titiñan Puri de Kath Xapi Puri na Serra

Neste sábado (22), acontece o encerramento da exposição Titiñan Puri da artista plástica e indígena Kath Xapi Puri, parte do projeto Cores no Branco,...

Festa junina com rock and roll e forró em Laranjeiras

Uma festa junina diferente está chegando em Laranjeiras, na Serra, neste fim de semana. A Pataquada Junina II promete animar com nove shows entre...

Casagrande diz que candidatura de Weverson “está se consolidando” e reitera parceria com Vidigal

O governador Renato Casagrande (PSB) esteve na Serra na tarde da última quinta-feira (21) para um ato oficial de assinatura de um convênio envolvendo...

Contorno do Mestre Álvaro vai ganhar seu 1° condomínio logístico em terreno de R$ 110 milhões

A capixaba Private Construtora, especializada em obras corporativas e logísticas, anunciou a aquisição de um terreno de 500 mil metros quadrados no Contorno do...