32.4 C
Serra
terça-feira, 07 de abril de 2020

Com mais de 900 casos de dengue, Serra faz mutirão para conter doença

Leia também

Tire suas dúvidas sobre o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal

O governo começa a pagar na quinta-feira (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para pessoas...

Está proibido corte por inadimplência de alguns serviços essenciais durante pandemia

Sabemos que esse período de isolamento tem sido necessário para que possamos reduzir a curva de propagação do vírus....
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

UPA’s da Serra atendem muitos casos de dengue. Foto: Divulgação

Apesar de ter registrado uma diminuição nos casos de dengue, em comparação ao mesmo período do ano passado, a Serra segue com risco de ter um novo surto neste ano. Ao todo, já foram 917 moradores da cidade infectados nos primeiros 44 dias de 2020. Para conter o avanço do Aedes aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) está realizando mutirão no município.

Trata-se de uma ação para impedir a proliferação do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya e que será realizada até o dia 19 de fevereiro. Segundo a assessoria de imprensa da Sesa, equipes de unidades de saúde, agentes de combate e até moradores voluntários estão percorrendo bairros para orientar sobre a limpeza de quintais e casas.

A ação, que ocorre de segunda a sexta, começou no dia 21 de janeiro e deve abranger cerca de cem bairros até 12 de fevereiro. Além disso, a Sesa afirma que mantém as demais ações de rotina, como telagem de caixas d’água, pulverização, visitas domiciliares e aplicação de larvicida.

Em comparação aos primeiros 44 dias do ano passado, a cidade segue diminuindo os registros de dengue. Em 2020, já foram 917 moradores infectados, mas sem registro de morte. Enquanto no ano passado eram 1.547. A diminuição é de 40%. Vale lembrar que em 2019 houve 11 óbitos pela doença.

Chikungunya cresce

Ainda segundo dados da Sesa, até agora, foram 32 casos de chikungunya e quatro de zika em 2020, mas não houve morte por nenhuma dessas doenças. No ano passado, durante o mesmo período, eram 10 casos de chikungunya e 12 de zika.

Comentários

Mais notícias

Está proibido corte por inadimplência de alguns serviços essenciais durante pandemia

Sabemos que esse período de isolamento tem sido necessário para que possamos reduzir a curva de propagação do vírus. Trabalhadores e empresários vêm sofrendo,...

Prefeitura diz que moradores podem denunciar comércios abertos por telefone

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a abertura de comércios considerados não essenciais está proibida na Serra e em outras cidades capixabas. Mesmo...

Covid-19 | 289 casos são investigados na Serra

O Espírito Santo tem 209 casos confirmados do novo Coronavírus (Covid-19) até dados da última segunda-feira (06). O Estado já registra casos de transmissão...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem