• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
20.7 C
Serra
sábado, 12 junho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 63.562 casos
  • 1.352 mortes
  • 61.622 curados
Atraso na vacinação:

Com 6 mil esperando segunda dose, Serra vai marcar vacinação de atrasados por telefone

Leia também

Ministro de Bolsonaro cita a Serra e divulga vídeo da obra do Contorno do Mestre Álvaro

Na última sexta-feira (11) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas publicou um vídeo em suas redes sociais,...

Atenção: Serra ainda tem vagas para vacinas de Covid (1° e 2° dose) e Influenza

A Prefeitura Municipal da Serra, por meio da secretaria de Saúde, informa que das vagas abertas nesta sexta-feira (11),...

Serra retoma aulas presenciais para 14 mil alunos do 6º ao 9º ano e EJA

  As atividades para os alunos da rede municipal de educação da Serra que estão cursando entre o 6º e...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Seis mil idosos estão com a vacinação atrasada na Serra. Foto: Divulgação | Prefeitura da Serra

A Serra possui aproximadamente seis mil idosos que estão com a segunda dose (D2) da vacinação contra Covid-19 atrasada. A situação ocorre devido à escassez de vacinas distribuídas pelo Governo Federal aos estados brasileiros, principalmente da Coronavac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com laboratório chinês. Neste cenário preocupante, o Município – que possui apenas 1.880 doses para aplicação da D2 – está utilizando a estratégia de busca ativa para identificar quem são essas pessoas e fazer contato através de ligações.

A informação foi concedida ao TEMPO NOVO na tarde desta segunda-feira (10). De acordo com a Secretaria de Saúde da Serra (Sesa), a cidade recebeu 1.880 doses da vacina Coronavac contra a Covid-19. No entanto, em seu cadastro possui aproximadamente seis mil idosos que estão com intervalo maior que 28 dias para tomar a segunda dose deste imunizante. Por isso, a cidade não deve abrir agendamento on-line para este grupo no momento.

A Sesa afirma que adotou uma nova estratégia para garantir a imunização destes moradores. A busca ativa funciona da seguinte forma: servidores identificam quem são os moradores que precisam da segunda dose no momento e entra em contato através de telefonema. A falta de vacinas para D2 na Serra já havia sido anunciada pelo TN durante a semana passada. Na ocasião, centenas de pessoas reclamam que não conseguiam realizar o agendamento mesmo com a vacina em atraso.

Na ocasião, o Município afirmou que depende do envio de novas doses para abertura de vagas. No último sábado (8), por exemplo, o Espírito Santo tinha 87 mil capixabas com a segunda dose em atraso, mas recebeu apenas 20 mil vacinas – que foram enviadas pelo Ministério da Saúde.

Esse atraso traz preocupação para especialistas e também para os próprios moradores que dependem da proteção. O Instituto Butantan recomenda que a segunda dose da CoronaVac seja  aplicada em um período entre 14 e 28 dias após a primeira. Após este período, as pessoas podem se imunizar mesmo assim, mas enquanto esperam continuam correndo risco de contrair a forma grave da Covid-19.

de seus moradores. Na Serra e em todo o Espírito Santo, a situação não é diferente: 87 mil capixabas não estão conseguindo realizar o agendamento para D2 da vacina do Butantan, Coronavac. Mesmo neste cenário, o governo do presidente Jair Bolsonaro decidiu enviar apenas 20 mil vacinas para o estado.

No âmbito nacional, as ações do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) causam revoltas entre a comunidade científica e no meio político. O presidente é acusado de omissão e negacionismo, principalmente por desacreditar e negar compra de vacinas ainda no ano passado. Neste momento, o Brasil vive uma de suas piores fases da pandemia e ainda enfrenta falta de coordenação na distribuição de doses das vacinas, além da escassez dos produtos.

Reclamações na Serra

Enquanto isso ocorre, o TEMPO NOVO vem recebendo centenas de reclamações vindas de leitores sobre a falta de segunda dose na cidade. Uma delas é a Regiane Fagundes. Segundo ela, o prazo para segunda dose da sua mãe venceu. “E bem antes de vencer estou tentando e não consigo, será privilégio de outros?”, indaga.

Juliana Felipe Huli disse que também não consegui agendar para seu pai. “Ele tem 67 anos e ainda não conseguir dar a ele a 2° dose”. Nagil Siqueira afirma que não há doses disponíveis. “O site é confuso, trava na hora de confirmar e a pessoa fica sem saber. Aí liga para unidade de saúde o dia inteiro até saber que a dose não foi confirmada”.

“Segunda dose para idoso e profissional da saúde (Coronavac) não tem. A primeira tem em vários pontos, confuso né? Devem estar querendo números”, desabafa Marcia Paiva.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!