Casagrande recebe Caldeira extraoficialmente no Anchieta

0
Casagrande recebe Caldeira extraoficialmente no Anchieta
O governador Renato Casagrande diz que o objetivo da reunião com o vereador Rodrigo Caldeira era para tratar de investimentos para na Serra. Foto: Edson Reis / Arquivo TN

Conceição Nascimento / Yuri Scardini 

Em meio à crise institucional na Serra que colocou o prefeito Audifax Barcelos (Rede) e a Câmara Municipal em rota de colisão, o governador Renato Casagrande (PSB) esteve em reunião fora da agenda oficial com o presidente do Legislativo municipal, Rodrigo Caldeira (Rede). A confirmação veio da assessoria de Casagrande, a qual informou que o objetivo era debater investimentos na Serra.

Audifax e Caldeira trocam acusações graves, o que tem deixado o meio político da Serra em clima de tensão. A crise se deflagrou após o prefeito convocar uma coletiva de imprensa no último dia 2 de abril, quando acusou a Câmara de estar sob domínio do crime organizado e que Caldeira quer derrubá-lo do cargo. Já o presidente da Casa se defende, negando todas as acusações, e afirma que é vítima de calúnia e que Audifax estaria preocupado com investigações na Câmara.

O Tempo Novo obteve a informação junto a uma fonte em off dando conta de que, na última sexta-feira (12), Rodrigo Caldeira se reuniu com Casagrande no Palácio Anchieta. A reportagem então buscou confirmar a informação junto ao governador e, após algumas demandas via assessoria, Casagrande confirmou a reunião: “o governador recebeu o presidente da Câmara da Serra (Rodrigo Caldeira)” e“falaram sobre investimentos no município”.

Na sexta-feira, a agenda do governador constava apenas dois compromissos públicos. Às 09h, um debate da Rede Gazeta no Vitória Grand Hall, e às 15h30, uma coletiva de imprensa no gabinete de Casagrande para tratar de uma lei que “moderniza a saúde pública no Estado”.

A reportagem, então, questionou o motivo de o encontro com Caldeira não constar na agenda oficial. Segundo a nota, “o vereador foi ao Palácio Anchieta sem marcar e teria sido atendido”, pois “o governador tinha disponibilidade no momento”.

Assim como o Tempo Novo tem feito em todas as matérias neste contexto de crise institucional, procuramos o presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira, para comentar o assunto e esclarecer a reunião; entretanto, não houve retorno.

Comentários