27.5 C
Serra
sábado, 19 de setembro de 2020

Casagrande: Estado vai assumir Hospital Materno Infantil da Serra e abrir mais leitos para Covid no Jayme

Leia também

Homem é morto a tiros no meio da rua em Serra Dourada III

Os moradores de Serra Dourada III tomaram um baita suto na madrugada desta sábado (19). É que um homem...

Vidigal e Audifax correm atrás do PT visando tempo de TV na eleição

A possibilidade de a Justiça Eleitoral incluir a Serra na transmissão da propaganda eleitoral gratuita foi o start para...

Depois de cinco dias sem água e sem comida cavalo é resgatado em bairro da Serra

Depois de cinco dias sem água e sem comida num terreno baldio de um bairro da Serra, um cavalo...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Hospital Materno Infantil. Foto: Divulgação

Em ofício encaminhado para a Prefeitura da Serra, o Governo do Estado confirmou que irá assumir em totalidade o Hospital Materno Infantil, localizado em Laranjeiras. A obra já está em estágio final, no entanto, havia indecisões sobre como iria funcionar, já que o município não tem recursos para arcar com o custeio do hospital.

Com isso, a confirmação do Estado deve concretizar o funcionamento do Hospital, que de acordo com fontes internas da prefeitura, no primeiro momento será utilizado para fortalecer o sistema de saúde estadual, tanto como maternidade como para atendimento de pacientes ‘não-covid’.

Isso porque, os dois hospitais estaduais na Serra, Jayme Santos Neves e Dório Silva, estão totalmente dedicados ao tratamento de coronavírus, o que gerou uma demanda represada no atendimento de outras doenças.

O Governador Renato Casagrande (PSB) disse que o Hospital Materno Infantil deverá também abrir mais leitos no Jayme para Covid-19, uma vez que a maternidade de alto risco será transferida para o novo hospital. Atual essa maternidade ocupa uma ala no Jayme.

Para se ter uma ideia do montante que o Materno Infantil custará, em 6 anos de obra, foram investidos cerca de R$ 100 milhões, entre recursos próprios da prefeitura e dinheiro oriundo da União e de convênios com o Estado.
A estimativa do prefeito Audifax Barcelos (Rede) era que o custeio anual, ou seja, para fazer o hospital funcionar, girasse em torno desse mesmo valor de R$ 100 milhões todos os anos.

Esse indefinição de como a Prefeitura iria arcar com o custeio do novo hospital era vista como um empecilho, tanto que Audifax chegou a fazer agendas em Brasília buscando consolidar uma parceria com o Governo Federal para ajuda no custeio. Além disso, manteve as negociações com o Governo Estadual nesse mesmo sentido.

O Hospital Materno Infantil é a maior obra municipal do ES. Em funcionamento normal, após a pandemia, são previstos até 8.700 partos por ano.

Comentários

Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Mais notícias

Vidigal e Audifax correm atrás do PT visando tempo de TV na eleição

A possibilidade de a Justiça Eleitoral incluir a Serra na transmissão da propaganda eleitoral gratuita foi o start para uma corrida em busca do...

Depois de cinco dias sem água e sem comida cavalo é resgatado em bairro da Serra

Depois de cinco dias sem água e sem comida num terreno baldio de um bairro da Serra, um cavalo foi resgatado graças a um...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!