25.6 C
Serra
sábado, 22 de fevereiro de 2020

Campeão e vice de tênis em cadeira de rodas são da Serra

Leia também

Artigo de opinião TN | Morte de Cabo Porto e família é uma tragédia para a Serra

A morte do vereador Cabo Porto, em um acidente de trânsito no interior do estado, mexeu muito com a...

Cabo Porto, esposa e filho morrem em acidente no interior do Estado

O vereador da Serra, Cabo Porto, morreu na tarde deste sábado (22) num acidente na rodovia BR 101, na...

PRÉ-CONVENÇÃO NO SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 prevê que a filiação a partido político é uma condição...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Os paratletas Felipe e Breno ao lado do treinador Carlos E. Wiederspahn (Foto: Divulgação)

Os paratletas Felipe Ramos e Breno Grigório disputaram o torneio internacional Uberlândia Wheelchair Tennis Open, de Tênis em Cadeira de Rodas, que aconteceu de quinta (11) até o último domingo (14), na cidade de Uberlândia (MG).

Felipe, que é tetraplégico e tem 35 anos, ficou com o vice-campeonato de duplas na categoria Quad, para quem tem lesão em três membros ou mais. Ele fez dupla com o chileno Pablo Araya. Os adversários na final foram o brasileiro Augusto Fernandes e o equatoriano Edilson Molina, que venceram a partida por 2 sets a 0 (parciais de 6×3 e 6×2).

“Estou no esporte há pouco mais de um ano, após ser convidado por um amigo. Gostei e fiquei”, contou o paratleta, que ficou tetraplégico em virtude de um acidente automobilístico, em 2007. Dia 26 de abril, Felipe desembarca em Brasília para uma competição de paraciclismo de handbike.

Campeão Junior no Tênis em Cadeira de Rodas

Outra paratleta serrano que disputou o torneio foi Breno Grigório, que é paraplégico e tem 17 anos. Ele venceu a final de Junior Simples contra Jade Lanai, de Brasília, por 2 sets 0 (parciais de 6×3 e 6×1). “Foi muito bom para mim, porque eu percebi que estou evoluindo e que meu esforço até aqui tem valido muito a pena”, relatou o campeão, que foi convocado para disputar jogos em Israel, no mês de maio . Ele também vai marcar presença em um torneio interclubes no Clube da AEST, no próximo dia 26 de abril.

Breno começou sua história no tênis em cadeira de rodas graças ao convite de um amigo e à perseverança do técnico Carlos E. Wiederspahn. “O AEST estava precisando de um cadeirante para montar o time; então, meu amigo ligou para o treinador e disse que eu queria conhecer o esporte”, relembra o paratleta. Ele conta que o treinador ficou emocionado, pois já estava desacreditado de encontrar um cadeirante. “Então, ele me disse que sou um milagre de Deus que apareceu por lá”, revelou Breno.

Comentários

Mais notícias

Cabo Porto, esposa e filho morrem em acidente no interior do Estado

O vereador da Serra, Cabo Porto, morreu na tarde deste sábado (22) num acidente na rodovia BR 101, na zona rural, de Linhares. O...

PRÉ-CONVENÇÃO NO SISTEMA ELEITORAL BRASILEIRO

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 prevê que a filiação a partido político é uma condição de elegibilidade. Isso quer dizer...

Justiça determina retorno de Geraldinho Feu Rosa à Câmara da Serra

Mais uma reviravolta na Câmara da Serra. Por meio de liminar, o Tribunal de Justiça do Espírito Santo determinou o retorno do vereador afastado...

Serra empata com São Mateus e volta a jogar com o Rio Branco VN depois do Carnaval

O Serra empatou na noite de ontem (20), no Robertão, na Serra Sede diante do São Mateus, em 1x1. Com o resultado, o tricolor...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem