24.7 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Caminhão com mais de 20 toneladas de excesso de peso é flagrado pela PRF na Serra

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O flagrante aconteceu na última segunda-feira (1). Foto: PRF

Um caminhão, tipo bitrem, foi pego em flagrante transportando excesso de peso, na rodovia BR 101, na Serra.

O flagra foi feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite da última segunda-feira (01), no posto da PRF da Serra/ES, no km 251 da BR 101. O veículo transportando blocos de granito com excesso de peso e foi retido pelos policiais.

O caminhão da marca Volvo/ FH520, tracionado a dois semirreboques carregados com três blocos de granito foi submetido à pesagem quando foi constatado excesso de peso na carga transportada.

O peso bruto total era de 80.480 kg. O veículo, conforme a sua configuração, poderia transportar até 57.000 kg, restando por verificado o excesso de peso de 23.480 kg.

O motorista foi multado por excesso de peso transportado; também foi realizada a retenção do veículo para o transbordo da carga, e a confecção do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), com a qualificação do condutor e da empresa transportadora, que será encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPES), em virtude de infringência do art. 132 do Código Penal (CP) – “Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”.

O TCO e seu envio ao MPES, ocorre sempre que o excesso de peso verificado em um veículo for superior em 15% de capacidade de carga, já considerada a tolerância legal de 5% – essa premissa é válida para todos os tipos de cargas. No caso do transporte de rochas ornamentais, além desse dispositivo, é observada a existência dos equipamentos necessários para o transporte de rochas (sistema de travas, correntes e cintas), bem como, se estas estão sendo utilizadas de forma eficiente no ato do transporte, garantindo a fixação da carga a estrutura do veículo.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!