22.6 C
Serra
sábado, 04 de julho de 2020

Câmara barra contratação de guardas municipais

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Agente de trânsito em Laranjeiras: briga entre oposicionistas e aliados de Audifax foi porque a prefeitura quer contratar 50 dos 170 aprovados e convocar os demais em duas etapas posteriores, cuja previsão não foi divulgada. Foto: Divulgação
Agente de trânsito em Laranjeiras: briga entre oposicionistas e aliados de Audifax foi porque a prefeitura quer contratar 50 dos 170 aprovados e convocar os demais em duas etapas posteriores, cuja previsão não foi divulgada. Foto: Divulgação

Conceição Nascimento / Thiago Albuquerque

A tão prometida Guarda Municipal da Serra nem foi implantada e já está sendo objeto de polêmica. É que apesar de ter aprovado 170 candidatos no concurso público, a Prefeitura pretende chamar apenas 50 para iniciar o curso de formação por enquanto, situação que gerou resistência na Câmara de Vereadores.

Tanto que na última quarta – feira (22), os vereadores rejeitaram o Projeto de Lei 87/2016, de autoria do executivo, que prevê o pagamento de salário aos 50 dos 170 aprovados que farão o curso de formação.  O projeto teve seu regime de urgência especial solicitado na noite de quarta-feira (22), mas não recebeu pareceres das comissões da Casa. Os vereadores se desentenderam em relação ao tema.

O vereador de oposição ao prefeito Audifax Barcelos (Rede), Basílio da Saúde (PROS), criticou a administração.  “O que o prefeito está fazendo é movimento para adiantar e efetivar os 50 primeiros e poder usar a guarda como palanque eleitoral”, falou.

Outro parlamentar de oposição, Nacib Haddad (PDT), também não perdeu tempo. “Foram 170 aprovados, a população está esperando nas ruas, onde a segurança está precária. É uma promessa de campanha. Deixou para a última hora a nomeação de 50. Vamos nos reunir com o Ministério Público para receber orientações sobre este projeto. A sexta etapa do concurso, que previa um curso de formação aos aprovados, foi retirada com este projeto”, disse o vereador Nacib Haddad (PDT).

Governistas criticam postura de colegas

Líder do prefeito na Casa, Luiz Carlos Moreira (PMDB), defendeu a aprovação da matéria. “Respeito vossa excelência, mas o senhor não pode enganar quem está aqui”, disse, referindo-se a Nacib. “Temos que olhar para cada jovem que está buscando a oportunidade de trabalhar. É preciso respeitar o município e quem foi aprovado no concurso”, defendeu.

O também vereador da base governista, Guto Lorenzoni (PP), disse que o patrimônio público e as pessoas precisam da Guarda nas ruas.  “Fico indignado com a Câmara interferindo num processo correto, com pessoas concursadas. Infelizmente estamos hoje com alguns vereadores torcendo contra a Guarda Municipal, e se impedem de dar pareceres”, criticou.

Através da assessoria de imprensa, a Prefeitura disse que os candidatos serão dividas em três turmas, por isto que está tentando chamar só 50 agentes a princípio. Segundo a assessoria, os demais aprovados devem ser chamados de forma subsequente, mas não deu previsão de quando seria a 2ª e 3ª chamadas. A prefeitura justificou que a chamada por partes garante melhor qualidade na formação dos profissionais.

Já a primeira turma está prevista para iniciar a formação em julho e ir para as ruas em setembro.

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!