25 C
Serra
terça-feira, 12 de novembro de 2019

Após audiência, Justiça pode decidir futuro do vereador Geraldinho Feu Rosa

Leia também

Óleo ainda não chegou a Nova Almeida | Veja vídeo

https://youtu.be/iG7BtpT1hFA O óleo que contamina as praias do Nordeste e dos municípios capixabas de Conceição da Barra, Linhares e São...

“Se Deus quiser o óleo não vai chegar na Serra, mas se chegar, estaremos preparados”, garante Audifax

“Se Deus quiser o óleo não vai chegar na Serra, mas se chegar, estaremos preparados”. Quem garante é o...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Geraldinho Feu Rosa foi afastado pela Justiça. Foto: Divulgação

Testemunhas de acusação e de defesa do vereador afastado Geraldinho Feu Rosa (sem partido) foram ouvidas durante audiência na Vara da Fazenda Pública Municipal. O encontro contou com a presença de um representante do Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES), dos advogados de defesa do réu.

Geraldinho é acusado de rachid, quando o mandatário se apropria de parte dos salários dos servidores. Embora esteja afastado das atividades de vereador há quatro meses, Geraldinho segue recebendo seus vencimentos de R$ 9,7 mil mensais.

Segundo informações que constam na Ata da audiência, quatro testemunhas foram apresentadas pelo Ministério Público do Espírito Santo, enquanto Geraldinho Feu Rosa trouxe duas testemunhas para sua defesa.

Uma das testemunhas de defesa, Gilmar de Jesus, disse que trabalhou no gabinete de Geraldinho por dois anos, e que nunca foi solicitado pelo vereador que contribuísse com parte do seus salários.

Já a testemunha de acusação, Denizete Lucia Lima, também informou que trabalhou no gabinete por dois aos e que as contribuições estavam em acordo com o valor que cada um recebia como salário. Essa testemunha disse receber um salário de R$ 2.700 e que sua contribuição mensal era de R$ 200. Informou ainda que na época a justificativa era de que os valores custeariam projetos sociais.

Suplente:

Segundo o suplente de Geraldinho, Fábio Latino (PSB), já se passaram 120 dias do seu afastamento e, a partir de agora, é possível ao suplente solicitar a vaga no Legislativo.

Comentários

Mais notícias

“Se Deus quiser o óleo não vai chegar na Serra, mas se chegar, estaremos preparados”, garante Audifax

“Se Deus quiser o óleo não vai chegar na Serra, mas se chegar, estaremos preparados”. Quem garante é o prefeito da Serra, Audifax Barcelos...

Empresários destaque em 2019 serão homenageados no Steffen

Empresários serranos que se destacaram nas categorias comércio, indústria e serviços serão homenageados no dia 21 de novembro com o XIII Prêmio Mérito Empresarial...

Inscrições abertas para o 2º Desafio Ciclístico da Apae Serra

Estão abertas as inscrições para o 2º Desafio Ciclístico de Mountain Bike Apae Serra, que vai acontecer no dia 8 de dezembro. Quem quiser...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!