22 C
Serra
segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Alerta | Tuberculose já contaminou quase 100 pessoas este ano na Serra

Leia também

Audifax comenta resultado das eleições e deseja “boa gestão” a Sérgio Vidigal

O resultado é oficial: Sérgio Vidigal (PDT) será, mais uma vez, prefeito da Serra. De acordo com a Justiça...

Vidigal diz que o mandato de prefeito será para encerrar seu legado com a Serra

Eleito prefeito da Serra neste domingo (29) com 54.90% dos votos (111.920 mil votos), Sérgio Vidigal (PDT) comemorou a...

Vice de Fábio lamenta derrota nas urnas: “infelizmente não deu”

O resultado é oficial: Sérgio Vidigal (PDT) será, mais uma vez, prefeito da Serra. De acordo com a Justiça...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Já no Espírito Santo, até o último dia 19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, 1.300 casos já foram registrados da doença. Foto: Agência Brasil

Quase 100 pessoas foram infectadas pela tuberculose na Serra. Segundo a Prefeitura da Serra até hoje (19), 97 casos da enfermidade foram confirmados na cidade.

Já no Espírito Santo, até o último dia 19, segundo a Secretaria de Estado da Saúde, 1.300 casos já foram registrados da doença, que a exemplo da Covid-19 também é contagiosa, com uma diferença: a tuberculose possui vacina e tratamento confirmado cientificamente.

Ainda segundo a Prefeitura da Serra em todo 2019, 184 moradores sofreram com a tuberculose. No ES,  1.270 casos foram registrados no ano passado.

O principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse na forma seca ou produtiva. Por isso, recomenda-se que toda pessoa com tosse por três semanas ou mais, seja investigada para tuberculose. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como febre vespertina, sudorese noturna (suor), emagrecimento e cansaço ou fadiga. A pessoa que tiver sintomas de tuberculose deve procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua casa.

O tratamento da tuberculose dura no mínimo seis meses, é gratuito e está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). A vacina BCG (bacilo Calmette-Guérin), ofertada pelo SUS, protege a criança das formas mais graves da doença, como a tuberculose miliar e a tuberculose meníngea. A vacina está disponível nas salas de vacinação das unidades básicas de saúde e maternidades. Essa vacina deve ser dada às crianças ao nascer, ou, no máximo, até os quatro anos, 11 meses e 29 dias.

O tratamento da tuberculose dura no mínimo seis meses, é gratuito e está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). São utilizados quatro medicações para o tratamento dos casos de tuberculose que utilizam o esquema básico: rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol.

A tuberculose é uma doença de transmissão aérea e se instala a partir da inalação de aerossóis das vias aéreas, durante a fala, espirro ou tosse das pessoas com tuberculose ativa (pulmonar ou laríngea), que lançam no ar partículas em forma de aerossóis contendo bacilos.

É uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas. A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch.

Com o início do tratamento, a transmissão tende a diminuir gradativamente e, em geral, após 15 dias de tratamento, ela se encontra muito reduzida. No entanto, o ideal é que as medidas de controle sejam implantadas até que haja a negativação, tais como cobrir a boca com o braço ou lenço ao tossir e manter o ambiente bem ventilado, com bastante luz natural.

O bacilo é sensível à luz solar e a circulação de ar possibilita a dispersão das partículas infectantes. Por isso, ambientes ventilados e com luz natural direta diminuem o risco de transmissão.

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!