22.6 C
Serra
domingo, 05 de julho de 2020

A cidade de chuteiras

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Time hexacampeão capixaba em 2018 recebendo o carinho da torcida coral no Robertão. Foto: Divulgação/Serra F.C/Adriano Barbosa

Ontem (24) o Serra Futebol Clube fez 90 anos. É um tempo respeitável para uma agremiação futebolística. Mas a profissionalização só aconteceu em 1997. De lá para cá, virou o maior vencedor do principal torneio de futebol do ES, o Capixabão Série A. Foram seis taças, que deram ao Cobra Coral a honrosa alcunha de hexacampeão, desbancando o tradicional trio Desportiva (3 títulos), Rio Branco (2 títulos) e Vitória (2 títulos) no período.

Levando o nome da cidade em seu escudo, o tricolor serrano foi responsável por uma das maiores glórias do futebol capixaba ao bater o gigante Fluminense num Maracanã com mais de 40 mil pessoas no Campeonato Brasileiro da Série C de 1999. Foi a única vitória de um clube capixaba no mais emblemático palco do futebol nacional. Naquele ano o Serra fez campanha histórica e protagonizou o último acesso no Campeonato Brasileiro conquistado no campo por uma equipe do Espírito Santo.

Palco de conquistas desde os tempos do futebol amador, o estádio Robertão virou ponto de encontro de cada vez mais torcedores. Embora ainda acanhado, o estádio recebeu novas arquibancadas de concreto nos últimos anos.  Mas o clube e a cidade merecem uma praça esportiva maior, até porque o Cobra Coral já transcendeu as fronteiras municipais e arregimentou fãs em outros municípios.

O Serra tem um papel importante na construção da identidade do morador serrano. É que esta cidade é ao mesmo tempo muito antiga e extremamente jovem. Contradição que se explica pelo fato do território ter sido palco da alvorada da sociedade brasileira, quando os padres Jesuítas formaram núcleos com indígenas em Nova Almeida e Carapina nos idos do século XVI. Mas o município só passou a ter status de cidade robusta no final do século XX.

Tanto que até 1970, quando Vitória, Vila Velha e Cariacica já ganhavam ares de cidade grande, a Serra tinha somente 17 mil moradores e ainda assim espalhados em vilas e áreas rurais. Só com a instalação do Complexo de Tubarão, dos Civit´s e a consequente atração de milhares de migrantes, é que o município foi alçado à condição de mais populoso do ES e hoje conta com cerca de 517 mil moradores (IBGE, 2019).

Por isso o aspecto simbólico do futebol é aliado na construção e fortalecimento de uma identidade local.  E a força do Serra F.C. nessa tarefa fica evidenciada na atitude dos principais líderes políticos da cidade, o prefeito Audifax Barcelos (Rede) e o deputado federal e ex-prefeito Sérgio Vidigal (PDT). Ambos publicaram ontem (24), em suas respectivas páginas nas redes sociais, homenagem ao 90º aniversário do tricolor serrano.

Fundado na virada de 1983 para 1984, o Tempo Novo é testemunho da ascensão do Serra F.C. e teve a honra de ajudar a contar essa história. Que teve muitas alegrias, mas também alguns momentos tristes dentro e fora de campo.

Agora, assim como outras agremiações esportivas, o clube sofre os efeitos da pandemia da covid-19 com a paralisação das atividades. Mas se o Capixabão conseguir ser retomado esse ano, o Serra estará vivo na luta pelo hepta. É que o clube conseguiu se classificar entre os oito que disputarão a fase mata-mata.

A agremiação serrana também vem dando orgulho por manter times de futebol feminino, tanto de campo quanto na modalidade society. Serra F.C., a cidade agradece. Parabéns e que venham outros aniversários.

 

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!