24.6 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Ação para eliminar pontos viciados de lixo na Serra

Leia também

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais...

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio:...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O lixão estava situado ao lado do campo do Canarinho. Foto: Leitor
Um dos lixões fica em frente ao campo do Canarinho em Feu Rosa. Foto: Leitor

Aproximadamente 200 caminhões de lixo foram retirados de um ponto viciado localizado no bairro Feu Rosa, em um a ação que termina nesta quarta-feira (19). Para por fim a este e outros pontos viciados de lixo na cidade, a prefeitura contratou quatro carretas, segundo o secretário de Serviços, Jolhiomar Massariol.

“Cadastramos 728 pontos viciados de descarte de lixo em 2013 e já conseguimos eliminar aproximadamente 50 deles, em André Carloni, Central Carapina, Guaraciaba e outros bairros”, disse Jolhiomar.

Segundo o secretário, para que o ponto não seja reutilizado para o mesmo fim, é preciso adotar medidas como o cercamento do local ou obras de paisagismo, quando o bem é público. “Outra providência é notificar donos de imóveis particulares de que seus lotes estão sendo usados como pontos de descarte, informando que seja providenciada a limpeza e o cercamento para evitar o problema”, detalhou Massariol.

Ele informou ainda que uma nova ação para retirada de ponto viciado de lixo foi iniciada nesta quarta-feira (19), desta vez no bairro Vila Nova de Colares.

Comentários

Mais notícias

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais evidente a importância dos ativistas...

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio: "contribuir com a mudança da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!