• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Abandonado, ginásio de Jardim Guanabara, vira ponto de usuário de droga e morador pede socorro

Leia também

Festival apresenta 12 atrações musicais capixabas de diferentes estilos e linguagens

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip...

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Um problema que vem incomodando os moradores de Jardim Guanabara, região da Serra Sede foi tema de discussão na Câmara da Serra na sessão da última quarta (28). A situação que tem causado transtorno há anos no bairro, já foi noticiada pelo TEMPO NOVO em janeiro deste ano e trata-se do ginásio poliesportivo do bairro.

A área de lazer tem sido invadida, segundo o líder comunitário André Romanha, por vândalos que estão usando o local como ponto de queima de fios para retirada de cobre e também por moradores de rua. Além disso, usuários de drogas estão tomando conta do ginásio. “Estão fazendo fogueiras para retirar o cobre dos fios roubados, sabe-se lá de onde, dentro do espaço público e nada é feito”.

André pede socorro. “Alguma coisa tem que ser feita. Estamos desesperados. Temos muitas famílias que moram nas adjacências e estão sofrendo com esta situação          “, reclama o líder

+ Liderança pede reforma de ginásio de Jardim Guanabara inaugurado há mais de 12 anos

Situação do ginásio do bairro. Foto: Divulgação

O ginásio foi inaugurado há mais 12 anos e nunca passou por reforma de acordo com a liderança que suplica por providências. “É um equipamento de muita importância para nossa comunidade e está abandonado. A noite é muito escuro, existe também o perigo de assalto. A gente quer rebaixar esse muro que tem, foi até uma coisa que a própria Polícia Militar pediu para gente fazer, rebaixar o muro e colocar um gradeado, para mesmo a noite, quando a polícia bater o farol poder ver tudo que está acontecendo lá dentro. Esta ação poderia inibir a ação de criminosos. Precisamos de um olhar mais carinhoso do poder público para esse problema”.

O TEMPO NOVO procurou a Prefeitura da Serra o Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) fará, nesta sexta-feira (30), visita ao local e dar os devidos encaminhamentos.

Disse ainda o SEAS, referenciado ao Centro POP, realiza de forma continuada e programada, com a finalidade de assegurar trabalho social de abordagem e busca ativa, nos territórios, a incidência de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, situação de rua, dentre outras. O Serviço busca a resolução de necessidades imediatas, construindo o processo de saída das ruas, através da inserção de seu público na rede de serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas.

“O Público alvo são: Crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam espaços públicos com forma de moradia e, ou, sobrevivência. O atendimento é realizado por identificação da equipe do serviço. O SEAS atende pelos telefones: (27) 3138 8648,  (27) 99517 7869 de Segunda a domingo e nos feriados das 8h às 20h”, finalizou por meio de nota o município.

Já a Polícia Militar informou que não recebeu nenhum acionamento neste mês, via Ciodes (190), para atender ocorrência de crimes contra o patrimônio público no bairro Jardim Guanabara, na Serra. “No entanto, a PM lembra que fatos relacionados a moradores de rua e usuários de drogas continuam sendo uma questão de saúde pública e social, por isso apoia acompanha ações da Prefeitura Municipal, que é quem possui a responsabilidade de planejar políticas públicas para esse público. A Polícia Militar reforça que só pode deter pessoas em flagrante delito e, não apenas por estarem em situação de rua. Por isso, caso algum morador presencie algum tipo de crime, acione imediatamente o Ciodes (190)”, disse a PM.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!