20.3 C
Serra
sábado, 06 de junho de 2020

2020 batendo a porta

Leia também

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Acabou o segundo trimestre do ano e, agora, entramos na reta final. Para poder chegar a 2020 com um desenho melhor rabiscado, essa última parcela de 2019 deve ser destinada à definição de alguns rumos no campo da política eleitoral. No entanto, já é possível pincelar tendências.

No eixo político do governador Casagrande (PSB), a candidatura do deputado Sérgio Vidigal parece ser irreversível, suplantando a do secretário estadual Bruno Lamas (PSB), que tem tudo para fazer uma composição. Inclusive, durante uma das reuniões que o PDT da Serra fez no mês passado, um dos cenários citados foi exatamente este.

No grupão da Assembleia Legislativa, centralizado em torno do presidente Erick Musso (PRB), a tendência é agrupar várias forças que ali estão inclusas, como o PSL do ex-deputado Carlos Manato; o PSDB do deputado Vandinho Leite – muito cotado para ser o candidato do grupo;Alexandre Xambinho, que ainda precisa definir partido; além de forças externas, como o médico Gustavo Peixoto, que assumiu o Pros da Serra.

No início do ano, chegou-se a anunciar o deputado Amaro Neto (PRB) como candidato na Serra. No entanto, essa realidade parece bem distante no momento.

No terceiro eixo, tem o prefeito Audifax Barcelos (Rede), que deve ser o principal cabo eleitoral de 2020. Ele deve sinalizar um rumo sobre a sucessão ainda neste resto de ano. Sabe-se que ele tem feito incursões ao delegado Rodrigo Sandi Mori, mas a informação é de que este não quer nem ouvir falar de política.

Quem emergiu nos últimos dias foi o secretário Igor Elson. Além de comandara pasta de Serviços, ele foi designado para a função de secretário interino de Agricultura. O meio político entendeu como um sinal de confiança e crescimento de Igor.

Já a candidatura do vereador Luiz Carlos Moreira (MDB) deu uma esfriada e demais partidos continuam a se articular:  o PSD, com Goleiro Mão; o PP, coma secretária Luciana Malini; e o SDD, com professor Arthur Costa.

Comentários

Mais notícias

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente do coronavírus. Isso porque já...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!